Sem Elano, Santos recupera Paulo César

O Santos perdeu o meia Elano na segunda-feira para o futebol ucraniano, mas recuperou um dia depois o lateral-direito Paulo César, que foi novamente emprestado pelo Paris Saint-Germain e ficará na Vila Belmiro até o final do ano. Por outro lado, os santistas continuam tentando contratar um zagueiro experiente para jogar ao lado de seus jovens atletas e o nome de Gamarra voltou a ser cogitado nesta terça-feira.A saída de Elano vai provocar uma mudança tática no time, conforme declarou nesta terça-feira o técnico Oswaldo de Oliveira que busca uma forma de substituir o atleta que, em sua opinião, tem papel importante na equipe, na medida em que é um bom marcador e que chega também com muito perigo no ataque. "Lamentamos do ponto de vista técnico, mas temos de torcer para que seja bem-sucedido e que volte realizado, porque essa é a intenção do atleta".Oswaldo comentou que o time terá uma mudança de postura. "Será difícil encontrar uma solução num primeiro momento, mas tudo se encaminha para isso". Ele pensa em aproveitar o atacante Basílio nessa função, mas aí o time poderá perder um pouco em termos de marcação.Outra hipótese é colocar Tcheco como segundo volante e adiantar Fábio Baiano. O meia concedeu pela manhã sua última entrevista como jogador do Santos e depois foi ao CT Rei Pelé para se despedir dos companheiros. Quando ele chegou, os titulares estavam numa academia de ginástica e ele esperou pacientemente a chegada de Robinho e cia.Reforços - Como o Paris Saint-Germain não conseguiu negociar o lateral-direito Paulo César no futebol europeu e as inscrições foram encerradas na segunda-feira, um dia depois o clube confirmou que concordava em ceder o atleta por mais um ano ao Santos, nas mesmas bases do ano passado, isto é, sem custos e concordando em pagar parte dos salários do atleta. O time da Vila se responsabiliza por 60% dos direitos de imagens.O Corinthians também estava interessado, mas não apresentou qualquer proposta oficial ao clube francêsMas o Santos continua procurando reforços e o próximo alvo é um zagueiro experiente. O nome de Gamarra é o mais forte. Dias atrás ele foi oferecido, mas os santistas rejeitaram a oferta por conta da idade e dos salários do atleta. Com a contusão de Antônio Carlos, as negociações foram retomadas.O gerente de futebol, Ilton José da Costa revelou que esse jogador vem sendo comentado desde que Vanderlei Luxemburgo era o técnico. "As qualidades técnicas e a experiência de um Gamarra são indiscutíveis, perdemos temporariamente o Antônio Carlos e a filosofia do professor Oswaldo de ter pelo menos dois jogadores muito experiente na posição para poder fazer um revezamento com os mais novos", disse Costa.

Agencia Estado,

01 de fevereiro de 2005 | 19h34

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.