Sem Elano, Santos vai ter três atacantes

Elano voltou a sentir a contusão no tornozelo esquerdo durante o coletivo desta sexta-feira e foi vetado pelo médicos para enfrentar o União São João, domingo, às 16 horas, na Vila Belmiro. Com isso, o atacante Basílio, artilheiro da equipe com cinco gols na temporada, vai para o jogo e o líder do grupo 2 volta a ter a mesma formação que venceu o Santo André no domingo passado.No confronto entre o líder e o lanterna do grupo, o Santos é o favorito, mas Leão já advertiu seus jogadores: "O favoritismo tem que ser comprovado dentro de campo." O técnico Leão comentou que Elano perdeu a condição "pela dor e pela contusão?. Com Basílio, o time atuará com três atacantes e Robgol espera conseguir marcar o seu primeiro tento com a camisa do Santos. "O Robgol tem se esforçado muito e a torcida do grupo é para que ele faça logo o seu gol, pois sabemos que dai prá frente ele voltará a ser o artilheiro que é", disse Diego.Leão admite esse esforço do grupo em ajudar o centroavante, mas avisou. "Quem estiver em posição privilegiada, que faça o gol, e depois todos comemoram.". Ele não vai admitir que um jogador bem posicionado deixe de marcar para tentar ajudar Robgol. Mas o que o grupo pretende mesmo é vencer a partida, de preferência com uma goleada. "Nosso primeiro objetivo é vencer, pois os três pontos é o que conta", disse Diego, e completa: "mas se houver oportunidade dos gols saírem e conseguirmos golear, vai ser muito bom também".Mesmo com essa intenção, o meia entende que o time do União São João tem de ser respeitado. "É uma equipe que tem suas qualidades e favoritismo e nome não ganham jogo". Já Basílio é mais cauteloso. "O União vai jogar fechado e nós precisamos ser inteligentes na partida". Segundo ele, o ideal é exercer uma forte marcação desde o início do jogo, não abrindo espaço para o adversário, ao mesmo tempo em que os atacantes procuram definir logo a partida com um gol.Leão também alertou seus jogadores sobre essa questão do favoritismo. "O Santos é o favorito, pelo seu passado, pelas suas qualidades, mas esse favoritismo tem que ser mostrado dentro de campo.Sempre".Contundido, Elano comentou que ainda não sabe quando voltará a jogar. Descartou sua presença na partida de quarta-feira, contra o paraguaio Guarany, pela Libertadores da América. "Fica difícil pois não dá para entrar em divididas e ai poderei comprometer o time", disse ele, que retoma o tratamento a partir deste sábado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.