Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Sem espaço com Mano, Dracena e Antônio Carlos vivem situação difícil no Palmeiras

Zagueiros e o garoto Angulo são os únicos do elenco a ainda não terem entrado em campo sob o comando do treinador

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

13 de novembro de 2019 | 04h30

A temporada 2019 está a seis jogos do fim e alguns jogadores do Palmeiras ainda aguardam a chance de atuarem pela primeira vez sob o comando do técnico Mano Menezes. Desde a chegada do treinador, em setembro, os zagueiros Edu Dracena e Antônio Carlos não entraram em campo por um minuto sequer e vivem um momento complicado sobre o futuro no time principal.

Além dos defensores, o outro nome do elenco a não ter sido utilizado pelo treinador é o atacante Iván Angulo. O colombiano de 20 anos foi promovido das categorias de base nesta temporada, porém vive circunstância diferente dos demais colegas. O clube prega a cautela e o técnico Mano Menezes já comentou que vai aguardar o momento certo para promover a oportunidade ao novato.

Já os zagueiros Edu Dracena e Antônio Carlos perderam espaço no elenco nos últimos meses. Os dois foram bastante utilizados na temporada passada e também pelo técnico Luiz Felipe Scolari no primeiro semestre, até a mudança de treinador mudar bastante o status de ambos no time. A chegada de Vitor Hugo, vindo da Fiorentina, também contribuiu para os dois não serem mais utilizados.

Dracena tem contrato somente até o fim da temporada e aos 38 anos, ainda não tem definição sobre o futuro. O zagueiro atuou pela última vez em 27 de julho, no empate por 1 a 1 com o Vasco, pelo Campeonato Brasileiro, no Allianz Parque. Nas últimas partidas o defensor ficou apenas no banco de reservas, enquanto Vitor Hugo e Gustavo Gómez formaram a zaga titular.

Antônio Carlos não entra em campo desde 17 de agosto, em jogo pelo Campeonato Brasileiro contra o Grêmio, em Porto Alegre. A partida terminou empatada por 1 a 1. Ao contrário de Dracena, o zagueiro de 26 anos teve no ano passado os direitos econômicos comprados pelo Palmeiras e assinou um vínculo contratual até junho de 2023. Em 2018, ele foi um dos jogadores do elenco com mais atuações, ao ter entrado em campo em 52 compromissos oficiais.

Para a virada de ano, o Palmeiras terá algumas opções de zagueiros para avaliar. Três jogadores vão retornar de empréstimo e devem ser observados pela diretoria e pelo treinador. Emerson Santos está no Inter, Pedrão virá do América (MG) e Thiago Martins defende no momento o Yokohama Marinos, do Japão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.