Alexandre Vidal/ CR Flamengo
Alexandre Vidal/ CR Flamengo

Sem euforia, Rogério Ceni acredita que campeão só será conhecido na última rodada do Brasileirão

Flamengo depende só de si para conquistar o bicampeonato brasileiro; dois últimos duelos serão com Inter e São Paulo

Redação, O Estado de S.Paulo

14 de fevereiro de 2021 | 20h44

Rogério Ceni admitiu que seu Flamengo terá uma decisão com o Internacional na próxima rodada, domingo, no Rio. A diferença entre ambos é de um ponto, mas pregou cautela ao lembrar que o título só será alcançado em caso de novo bom resultado na sequência da competição, diante do São Paulo, no Morumbi, na última rodada. O treinador ressaltou que erros podem acontecer durante uma partida, mas rechaçou a possibilidade de falta de foco de seus jogadores no confronto com o rival Colorado. Se ganhar do Inter, o time rubro-negro assume a ponta e faz contra o São Paulo o jogo do bicampeonato.

"Esses atletas já são experientes em situações como essas, viveram muito isso nos últimos dois anos. O foco não será perdido, será mantido", disse Ceni. "Vamos recuperar esses jogadores até terça-feira e começar um trabalho mais forte para o Inter. Foco é algo que não falta aqui. Pode acontecer de em um jogo ceder o empate, mas não é por foco, é por erro. A gente bate em todos os adversários, como foi diante do Corinthians, mas pode acontecer um erro", alertou para depois afirmar que seus jogadores sabem o que têm de fazer. "Mas é um time que tem cabeça no lugar, pés no chão. A gente entende a felicidade, a euforia do torcedor, mas é uma decisão que começa no Maracanã e, Deus queira, termina no Morumbi." 

Para efetivar a vantagem na luta pelo Brasileirão, o Flamengo entrará em campo, no próximo domingo, com a obrigação de vencer o líder Internacional. Reconhecendo a pressão, Rogério Ceni afirmou que, independentemente do jogo, sua equipe jogará para ganhar. É um DNA do Flamengo.

"Nosso time joga em busca da vitória sempre. O Flamengo não sabe jogar para empatar. Desde sempre, é um time que joga ofensivamente. Jogar pela vitória não é novidade, mas ser obrigado a vencer é uma pressão a mais. Aqui no Flamengo, independentemente da situação, jogamos sempre pela vitória", disse.

O empate também leva a decisão do Brasileirão para a última rodada, a 38ª, mas se isso acontecer, o Inter manterá a ponta e dependerá de suas forças para se sagrar campeão nacional.

Sobre as situações de Arrascaeta e Gabriel Barbosa, que sentiram lesões durante o jogo, Ceni não se mostrou preocupado e espera contar com os atletas para o jogo decisivo de domingo. "O Arrascaeta já vinha com uma dor. Fez tratamento na concentração. Além do cansaço, vêm as dores. O Gabriel teve entorse, mas acho que não teremos problemas para o domingo", acredita. "Os dois devem estar recuperados. Vão demorar um pouquinho mais para recuperar, mas têm a semana inteira para treinar."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.