Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Sem Fred, Fluminense é escalado com Marcos Junior e sem atacante fixo

O Fluminense não terá um atacante fixo na partida contra a Chapecoense, neste sábado, no Maracanã, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. Nesta sexta-feira, o técnico Eduardo Baptista confirmou a sua decisão de escalar um quarteto ofensivo formado por Vinícius, Gerson, Gustavo Scarpa e Marcos Junior, que tentará suprir a ausência do atacante Fred, lesionado. O treinador acredita que a movimentação dos jogadores pode dificultar o trabalho dos marcadores adversários.

Estadão Conteúdo

06 de novembro de 2015 | 13h25

"Dificulta muito o sistema de marcação do seu adversário. É movimentação constante e tem um rodízio dos quatro homens de frente. Você procura espaço, penetração, um passe mais qualificado e receber a bola sempre em profundidade. Foi o que deu certo contra o Vasco. Treinamos bastante esta semana para que volte a dar certo e a gente consiga vencer", comentou.

A opção tática de Eduardo Baptista se dá em detrimento de vários atacantes à disposição do treinador, como Magno Alves, Wellington Paulista e Osvaldo, que chegou a treinar entre os titulares em outros dias, mas nesta sexta-feira foi preterido por Marcos Junior. E o treinador espera que a sua opção ajude o Fluminense a encontrar espaços na defesa da Chapecoense.

"O Fluminense tem que ter atenção, neutralizar e principalmente ter imposição para jogar. Nós temos que tomar as rédeas da partida, buscar o jogo e ter paciência, porque a eles têm um time que se fecha muito bem. Talvez a primeira bola não vai conseguir entrar, então tem que ter sabedoria para rodar e procurar outro espaço para que a gente possa ganhar da Chapecoense", disse.

Em 12º lugar no Brasileirão, com 43 pontos, o Fluminense não tem grandes pretensões nesta reta final da competição. Mas Eduardo Baptista garante que o time entrará em campo motivado nas cinco rodadas finais do torneio.

"O Fluminense vem de duas partidas muito bem disputadas, jogando futebol com uma qualidade técnica muito grande e isso já é um convite. Quanto a motivar o elenco, temos que acabar esse ano com o máximo de vitórias possíveis e ver o que acontece no final. Nós somos todos profissionais e vamos buscar vencer. Acho que não conseguimos uma sequência de vitórias e este é um objetivo nosso para acabar bem o ano", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolFluminenseEduardo BaptistaFred

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.