Sem grandes pretensões, Vasco pega Vitória pela honra

Praticamente de férias no Campeonato Brasileiro, o Vasco visita o Vitória, neste sábado, às 16 horas, em Salvador, com a missão de terminar o ano dignamente, com a melhor campanha possível. Alguns jogadores ainda se agarram a ínfimas chances de obter classificação para a

AE, Agência Estado

30 de outubro de 2010 | 08h34

Libertadores, mas a realidade é que até o comandante Paulo Cesar Gusmão já faz discurso pedindo seriedade e dedicação máxima nos últimos jogos para honrar a camisa do clube.

"Não tenho que pensar no ano que vem. Temos sete rodadas e vamos entrar em igualdade de condições em todos os jogos. O torcedor do Vasco está acostumado com conquistas, mas vivemos de realidade. Lamento, porque queríamos brigar pelo título. Vamos tentar terminar na posição

mais digna possível", disse Gusmão, que descartou também um sentido de revanche com relação aos baianos.

Em 2008, uma derrota para o Vitória em São Januário selou o rebaixamento do time para a Série B. Este ano, os rubro-negros de Salvador também foram responsáveis pela eliminação vascaína na Copa do Brasil. "Não tem nada disso. Não foi o Vitória que rebaixou o Vasco. Foi o próprio Vasco que se rebaixou. Foram muitos erros que culminaram nisso. Não há sentimento de vingança", rebateu PC.

Outro jejum que cerca a partida é o fato de o Vasco jamais ter vencido o Vitória no Barradão. O meia Felipe espera as dificuldades de sempre, como o gramado ruim, e a pressão da torcida, que será ainda maior dado o fato dos anfitriões estarem na zona de rebaixamento."O campo é irregular e o Vitória vai tentar pressionar. Vamos procurar nos impor para conseguir um bom resultado", disse o veterano jogador.

Para o confronto, PC não deve repetir a formação com três atacantes utilizada no clássico contra o Flamengo. Nunes ainda espera por nova oportunidade, mas a tendência é o retorno de Fellipe Bastos ao time titular, com Zé Roberto e Eder Luís formando a dupla de ataque.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCampeonato BrasileiroVasco

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.