Rubens Chiri / São Paulo
Rubens Chiri / São Paulo

Sem Hudson, São Paulo faz últimos ajustes de olho no Fluminense

Aguirre permite presença de jornalistas apenas no início da atividade desta sexta-feira

Renan Cacioli, O Estado de S. Paulo

31 Agosto 2018 | 15h20

O volante Hudson voltou a ser desfalque em treino do São Paulo e dificilmente estará à disposição do técnico Diego Aguirre para o jogo de domingo, contra o Fluminense, às 16h, no Morumbi. Ele não foi a campo nesta sexta pela manhã, no CT da Barra Funda. Assim, é provável que o garoto Luan permaneça na equipe titular e forme a dupla de volantes com Liziero – Jucilei está suspenso.

Hudson sofreu uma hiperextensão do joelho direito durante o primeiro tempo do empate (1 a 1) com o Paraná, na semana passada, e já não pôde enfrentar o Ceará no último domingo.

Quem também não esteve em campo nesta sexta foi o meia Nenê, que ficou na parte interna do CT fazendo tratamento. Na quinta, ele deu um susto na comissão técnica ao cair no gramado com dores na perna esquerda, mas se recuperou em seguida. De qualquer forma, como também cumprirá suspensão contra o Fluminense, não poderá ajudar o líder do campeonato diante de sua torcida. Para a vaga dele, o garoto Shaylon aparece como provável substituto.

Além de Hudson, Jucilei e Nenê, Aguirre precisará achar solução para um quarto desfalque, do atacante Everton, que se recupera de um estiramento muscular na coxa esquerda e tem prazo de retorno previsto para daqui a duas semanas. No caso dele, há diversas opções: desde adiantar Reinaldo para a ponta e escalar Edimar na lateral esquerda, até apostar no meia-atacante Everton Felipe.

O treino desta sexta teve apenas o início liberado para a presença de jornalistas. A parte final, quando o treinador são-paulino costuma comandar o coletivo, foi fechado.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.