Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

Sem Igor Vinícius, Cuca terá de mexer no esquema tático 100% do São Paulo

Lateral-direito que teve boa atuação nas últimas duas partidas foi expulso na vitória sobre o Goiás

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

02 de maio de 2019 | 15h35

A expulsão de Igor Vinícius no final da vitória sobre o Goiás, por 2 a 1, na quarta-feira, em Goiânia, vai obrigar o técnico Cuca a mexer em um esquema tático que estava começando a dar os primeiros frutos no São Paulo. Nos dois primeiros jogos, o clube conseguiu duas vitórias seguidas e lidera o Campeonato Brasileiro com 100% de aproveitamento.

Sem o lateral-direito, que teve boas atuações diante do Botafogo e do Goiás, o treinador terá de abrir mão de uma boa opção ofensiva pelo setor na próxima partida, neste domingo, diante do Flamengo, no estádio do Morumbi, em São Paulo.

O volante Hudson, que foi bem ao jogar improvisado pelo lado direito, tem características mais defensivas. Foi por isso que o time evoluiu defensivamente desde a reta final do Campeonato Paulista. Ele costuma apoiar pouco, o que pode sobrecarregar Antony nas jogadas pelo lado. Se Hudson jogar pela direita, Jucilei ganha uma oportunidade no meio.

A outra opção de Cuca é escalar Bruno Peres, especialista na posição. Nesse caso, a questão é técnica. O lateral-direito, emprestado da Roma, perdeu espaço nos últimos jogos e sequer foi relacionado para a partida em Goiânia. Com o treinador, o jogador ainda não teve chances como titular - em 2018, ele foi utilizado na maioria das partidas no Brasileirão.

O treinador não terá muito tempo para treinar as opções. Nesta quinta-feira, o São Paulo realizou um treino fechado em Goiânia. Serão apenas mais dois treinos, sexta e sábado, antes do jogo contra o time carioca.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.