Sem ir ao Maracanã, Dilma parabeniza seleção em nota

Após ser vaiada na inauguração da Copa das Confederações, presidente decidiu não comparecer na final

AE, Agência Estado

30 de junho de 2013 | 21h33

BRASÍLIA - Depois de ser vaiada na abertura da Copa das Confederações, a presidente Dilma Roussef preferiu não ir ao Maracanã para a decisão da competição, neste domingo, descontentando a Fifa. Minutos depois que a seleção brasileira ganhou o título, a Presidência emitiu comunicado em que a elogia a conquista.

"Neste dia histórico para o futebol brasileiro, envio meus parabéns a todos os jogadores e à equipe técnica da nossa seleção pela conquista do tetracampeonato da Copa das Confederações", começa a nota assinada por Dilma.

"Nesta campanha memorável, nossos atletas mostraram alegria, criatividade, espírito de equipe e união que conquistaram todos os brasileiros e proporcionaram ao mundo um grande espetáculo. Eu me somo hoje a todos os brasileiros na comemoração dessa grande vitória", conclui a presidente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.