Anderson Stevens/ Sport Recife
Anderson Stevens/ Sport Recife

Sem Jair Ventura e recém-contratado, Sport recebe o Atlético-GO na Ilha do Retiro

Partida é um confronto direto entre equipes que lutam para deixar a parte debaixo da tabela do Brasileirão

Redação, Estadão Conteúdo

23 de novembro de 2020 | 07h59

O Sport tem baixas em campo e também no banco de reservas para o importante jogo desta segunda-feira, diante do Atlético-GO, concorrente direto contra o rebaixamento. A partida válida pela 22.ª rodada do Campeonato Brasileiro está marcada para as 20 horas, na Ilha do Retiro.

O técnico Jair Ventura testou positivo para a covid-19 e desfalca o Sport, assim como o auxiliar Emílio Faro. O analista de desempenho Antônio Macêdo e o diretor de futebol Chico Guerra são outros membros do departamento de futebol contaminados. "Positivei para covid-19. Aos amigos que não tiveram, se cuidem. Certamente não é uma gripezinha. Isolamento e descanso", postou Chico Guerra em seu perfil no Twitter.

Dentro de campo, o atacante Dalberto, contratado junto ao Juventude, é a baixa por conta do coronavírus. O lateral-direito Raul Prata e o volante Marcão são machucados e também desfalcam o Sport nesta segunda-feira.

Apesar da derrota para o Vasco, por 2 a 0, na rodada anterior, o time titular não deve sofrer alterações. A dúvida é quem vai comandar o Sport na beira do gramado. Auxiliar fixo do clube, César Lucena vai terminar de cumprir o isolamento na segunda-feira e a tendência é que seja liberado para o jogo.

Atlético tenta acabar com jejum

A partida desta segunda-feira é encarada como uma decisão pelo Atlético Goianiense. Além de enfrentarem um adversário na luta contra o rebaixamento - os times são separados por apenas um ponto - o Sport tem 25 contra 24 do Atlético-GO -, os goianos amargam um jejum de cinco jogos sem vitórias no Brasileirão.

"Nós temos 17 finais e esse tipo de jogo contra o Sport é uma superfinal. É isso que nós temos passado para os jogadores. É um adversário direto pelo objetivo, então temos que colocar para os jogadores entenderem que é uma final, e final a gente não tem que jogar, temos que vencer", disse o técnico Marcelo Cabo.

Com dores no tornozelo, o volante Marlon Freitas é baixa para o jogo. Para o seu lugar, Marcelo Cabo tem duas opções: Matheus Vargas deixaria o time mais ofensivo e Gabriel Baralhas reforçaria a marcação.

Na defesa, Éder foi liberado pelo departamento médico após se recuperar de uma lesão muscular, mas não tem volta garantida. O treinador rubro-negro pode manter a dupla formada por João Victor e Gilvan.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.