Divulgação
Divulgação

Sem jogar desde 2015, Ronaldinho participará de torneio de futsal na Índia

Craque ainda não anunciou se continua ou se aposenta dos campos

Estadão Conteúdo

12 de julho de 2016 | 12h51

Sem jogar profissionalmente desde que acertou a sua saída do Fluminense em setembro de 2015, mas também sem ter anunciado a sua aposentadoria do futebol, Ronaldinho Gaúcho segue aproveitando a sua fama de craque pelo mundo. E a sua próxima parada vai ser na Índia, onde disputará um torneio de futsal.

Ronaldinho foi confirmado nesta terça como uma das atrações do Premier Futsal, um torneio que será realizado na Índia envolvendo seis equipes do país entre a próxima sexta-feira e 24 de julho. Os times vão ser divididos em três grupos e se enfrentarão em 13 jogos até a definição do campeão.

Além de Ronaldinho, outras grandes nomes da história do futebol que vão atuar são Ryan Giggs, Hernan Crespo, Paul Scholes e Michel Salgado. Deco também estaria entre as atrações, mas, contundido, vai ter a sua vaga ocupada por Falcão, um dos maiores nomes da história do futsal, cada um atuando por uma equipe diferente - Ronaldinho, por exemplo, jogará pelo Goa.

Desde que saiu do Fluminense, Ronaldinho tem feito um giro pelo mundo disputando partidas festivas. O astro já passou por Guatemala, Peru, Equador e Inglaterra, entre outros países, desfilando o seu impressionante talento, mesmo afastado do dia-a-dia do futebol profissional. Agora ele vai até a Índia, mas não para entrar nos gramados, mas com a intenção de participar desse torneio de futsal, que tem Luis Figo como um dos seus organizadores.

Essa iniciativa, aliás, lembra a adotada no futebol do país em 2014, quando do surgimento da Super Liga Indiana. Nas edições realizadas, a competição atraiu grandes nomes do futebol, como o italiano Alessandro del Piero, o francês David Trezeguet, além de alguns brasileiros, como Roberto Carlos e Elano, além de Zico, contratado para trabalhar como treinador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.