Reprodução/Twitter/Orlando City
Reprodução/Twitter/Orlando City

Sem jogar há sete meses e ansioso, Alexandre Pato se apresenta no Orlando City

Atacante, que estava sem clube desde que deixou o São Paulo, deve estar pronto para estrear no dia 17 de abril, na abertura da MLS

Redação, Estadão Conteúdo

12 de março de 2021 | 19h46

Alexandre Pato finalmente chegou ao Orlando City, ex-time de Kaká, nos Estados Unidos. E com pompa de craque. Nesta sexta-feira, o clube americano fez algumas publicações em suas redes sociais para mostrar o atacante brasileiro posando no estádio, conhecendo as dependências do novo clube e posando com a camisa 7. Ele chegou "ansioso" para jogar.

Um drone simulou a chegada aérea de Pato em Orlando. Com pouso no gramado do estádio. O ex-jogador do São Paulo, que não atua desde agosto, viu seu nome no telão, na camisa pendurada nos vestiários e até deu autógrafo. Por enquanto, apenas em pato de borracha.

Ao exibir a futura camisa com a qual vai jogar, com seu número predileto, o jogador não escondeu a ansiedade em conhecer os novos companheiros e a retribuir a confiança com gols e vitórias.

"Fala, galera, acabei de chegar aqui em Orlando. Foi, depois de um período de espera. Estou muito ansioso e nervoso, não vejo a hora de começar", falou. "Tenho certeza que vou fazer de tudo para a gente conseguir vitórias e campeonatos. Quero mandar um grande abraço a todos. A gente vai dar muitas alegrias a vocês".

O clube deu as boas-vindas ao jogador e disse que 17 de abril está chegando, em alusão à estreia na MLS. Até lá, o atacante terá uma série de amistosos para se ambientar e recuperar o ritmo de jogo por causa do tempo ocioso.

Com Pato, o Orlando City espera conquistar o tão almejado título da MLS. Não deu certo com Kaká, mas acredita que agora pode dar a volta olímpica tão aguardada no principal campeonato de futebol dos Estados Unidos.

Tudo o que sabemos sobre:
Alexandre PatoOrlando Cityfutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.