Divulgação
Divulgação

Sem jogar, Parma faz treino aberto com apoio total da torcida

Equipe pode ter falência decretada em audiência no dia 19 de março

Estadão Conteúdo

01 Março 2015 | 14h30

O Parma vive a maior crise de sua história, não tem condições financeiras sequer de entrar em campo pelo Campeonato Italiano, mas para seus torcedores o fanatismo é o mesmo. Como o jogo deste domingo, diante do Genoa, foi adiado, a equipe aproveitou para realizar um treino aberto e recebeu todo o carinho da torcida, que compareceu em peso ao CT para apoiar os jogadores.

Além de apoiar os atletas, que estão há longos meses sem receber salários, e acompanhar a atividade, os torcedores puderam tirar foto com seus ídolos. Ao fim da atividade, jogadores e torcida se misturaram no centro do campo, em uma confraternização incomum nos dias de hoje, e registraram o momento.

A festa deste domingo pode ser levada também como uma espécie de despedida. A crise do Parma é tamanha que o clube corre risco de existir. Já foi vendido duas vezes somente nesta temporada, não paga salários aos jogadores e funcionários há muitos meses e pode ter a falência decretada oficialmente em uma audiência no dia 19 de março.

Os problemas financeiros fizeram com que a partida contra a Udinese, que aconteceria no domingo passado, fosse adiada porque o clube não tinha condições financeiras para bancar a segurança do estádio e a eletricidade. Neste domingo, o time pegaria o Genoa, mas a federação italiana também optou pelo adiamento diante das ameaças dos jogadores de não entrarem em campo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.