Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

Sem Jorge Sampaoli, Santos defende liderança do Brasileiro contra o Goiás

Com a suspensão do técnico, que levou três cartões amarelos, time ficará sob o comando do auxiliar Jorge Desio na Vila Belmiro

Leandro Silveira, O Estado de S.Paulo

04 de agosto de 2019 | 04h30

Na Vila Belmiro, o Santos colocará o seu novo status em jogo. O time vai receber o Goiás, às 11h, para sustentar a liderança e demonstrar que pode ser um candidato ao título, rivalizando com clubes que realizaram investimentos maiores, como Palmeiras e Flamengo

Embalado por uma sequência de seis vitórias, o Santos assumiu a liderança do Brasileirão na rodada anterior, favorecido pela série de tropeços dos rivais. E vem aproveitando as semanas livres, pois está eliminado das outras competições, para Jorge Sampaoli preparar novas variações táticas. 

Além disso, o técnico venceu uma queda de braço com o presidente José Carlos Peres para que o time concentre seus jogos como mandante na Vila. A aposta tem dado tão certo que o time colocará em jogo, hoje, uma invencibilidade de mais de um ano sem perder no seu estádio. 

A última derrota do Santos na Vila foi em 1.º de agosto de 2018, para o Cruzeiro, na Copa o Brasil. Depois disso, o time entrou em campo 15 vezes no estádio, com 12 vitórias e três empates. 

O torcedor não poderá ver o seu principal ídolo. Sampaoli está suspenso pelo terceiro amarelo e não poderá comandar o time do banco, tendo a sua vaga ocupada pelo auxiliar Jorge Desio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.