Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Sem levar gols há nove jogos, Felipão destaca solidez defensiva do Palmeiras

Alviverde voltou a não ser vazado em empate com o Inter, neste domingo, pelo Brasileirão

Estadão Conteúdo

26 Agosto 2018 | 20h06

Com o empate por 0 a 0 diante do Internacional, neste domingo, em Porto Alegre, pela 21.ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras atingiu a marca de nove partidas sem sofrer gols - incluindo jogos do Brasileirão, Copa do Brasil e Copa Libertadores) -, a segunda maior invencibilidade na história do clube. Em 1987, ficou 12 jogos sem ser vazado.

No que dependesse dos números, aliás, o confronto no estádio Beira-Rio tinha uma grande probabilidade de terminar com o placar em branco. O Internacional, contando o empate deste domingo, chegou ao sexto jogo sem sofrer gols.

"Temos uma solidez defensiva, um trabalho de equipe que faz com que nosso sistema defensivo seja menos acionado do que vinha sendo. Os jogadores entenderam como trabalhamos, como realizamos os treinamentos e adaptação que queremos", elogiou o técnico Luiz Felipe Scolari.

Após a partida em Porto Alegre, o treinador voltou a elogiar a qualidade do seu elenco, incluindo o zagueiro Luan, que teve nova oportunidade contra o Internacional e fez uma partida segura e sem erros.

"Quando a gente chega no clube, recebe uma série de informações que muitas vezes não são as mesmas que o técnico no dia a dia vai conhecendo. Quando cheguei no clube tinha informação que o Luan era marcado pela torcida. Não tem zagueiro no Brasil igual ao Luan. Muito bom. Precisa colocar e precisa dar ao Luan a estabilidade que ele merece. Só jogando e alternando para que a gente possa olhar e fazer o elogio que eu faço hoje de alguns jogadores", finalizou Felipão.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.