Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Sem Lugano para decisão, São Paulo desafia o River Plate

Bauza deixa uruguaio de fora em jogo no Morumbi pela Libertadores

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

13 de abril de 2016 | 07h00

A principal contratação do São Paulo para a temporada e, por sua personalidade, para a Copa Libertadores vai ficar fora do jogo mais importante do time no ano até agora. O zagueiro Diego Lugano será reserva na partida decisiva desta quarta-feira, às 21h45, contra o River Plate, pela Libertadores, no Morumbi. O uruguaio adia o reencontro com o estádio lotado e o clima de decisão do torneio continental.

O uruguaio contratado no começo do ano e recebido com festa pelos são-paulinos no aeroporto fica como opção por escolha do técnico Edgardo Bauza. O argentino comandou treino no Morumbi ontem e manteve o time que na semana passada goleou o Trujillanos, da Venezuela, por 6 a 0.

Na segunda-feira, Lugano disse em entrevista coletiva que voltou ao São Paulo para vivenciar ocasiões como a de hoje. Mas para a decepção de muitos torcedores que esgotaram a carga de ingressos, o reencontro do uruguaio com o estádio está adiado. O jogador atuou apenas oito vezes em 2016.

A vitória do Trujillanos sobre o The Strongest ontem por 2 a 1 ajudou o São Paulo. Se vencer, o time deixa o Morumbi fortalecido para definir a classificação na última rodada, e jogará pelo empate. Mas se não conseguir bater os argentinos hoje, o time terá de vencer os bolivianos na última rodada, na altitude de La Paz.

"Temos que jogar concentrados  para resolver nossa classificação na última partida", disse Calleri, artilheiro da equipe na Libertadores com cinco gols – quatro no último jogo.

O ex-atacante do Boca Juniors não perdeu a chance de provocar o antigo rival no futebol argentino. "O River campeão do ano passado não é o mesmo de agora. Saíram jogadores importantes, que formavam o pilar do time. Podemos ganhar. Temos chances", disse.

A necessidade do resultado e a presença em grande número da torcida (são esperadas mais de 60 mil pessoas), algo raro no São Paulo em 2016, vão exigir do time paciência e equilíbrio para o time não se desesperar em busca dos gols. 

"Ter o estádio cheio significa muito. A torcida vai querer que a gente marque três gols logo no primeiro minuto. Mas vamos ter que continuar calmos", pediu Calleri.

O River Plate treinou na noite de terça no Morumbi logo depois do São Paulo. O técnico Marcelo Gallardo poupou alguns titulares no último fim de semana e aposta no meia D’Alessandro, ex-Inter. "Vamos jogar com inteligência e explorar o nervosismo do São Paulo", disse.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO X RIVER PLATE

SÃO PAULO: Denis; Bruno, Rodrigo Caio, Maicon e Mena; Hudson e João Schmidt; Michel Bastos, Ganso e Kelvin; Calleri. Técnico: Edgardo Bauza.

RIVER PLATE: Barovero; Mercado, Mammana, Balanta e Vangioni; Domingo, Mayada, Fernández e D'Alessandro; Mora e Alario. Técnico: Marcelo Gallardo.

Juiz: Andres Cunha (URU)

Local: Morumbi, em São Paulo

Horário: 21h45

Na TV: Globo, SporTV e Fox Sports

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.