Paolo Aguilar/EFE
Paolo Aguilar/EFE

Sem Luis Enrique, Espanha terá a volta de Cazorla nas Eliminatórias da Eurocopa

Quem comandará a equipe contra Ilhas Faroe e Suécia será o auxiliar Robert Moreno

Redação, Estadão Conteúdo

17 de maio de 2019 | 10h38

Após oito cirurgias e quase amputar o pé direito por conta de uma lesão no tendão de Aquiles, Santi Cazorla está de volta à seleção da Espanha. O meia do Villarreal é a principal novidade na lista feita pelo técnico Luis Enrique e anunciada nesta sexta-feira pela Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF, na sigla em espanhol) para as duas partidas em junho pelas Eliminatórias da Eurocopa de 2020. Esta foi a primeira vez que ele é lembrado desde 2015.

Campeão europeu pela seleção espanhola, em 2008 e em 2012, o meia, de 34 anos, faz uma excelente temporada no Villarreal, com sete gols marcados em 45 jogos. No time nacional, já anotou 14 gols em 77 partidas.

Pelo Grupo F, no qual lidera com seis após duas rodadas, a Espanha encara as seleções de Ilhas Faroe (fora de casa) e Suécia (no estádio Santiago Bernabéu, em Madri) nos dias 7 e 10 de junho, respectivamente.

Outros dois retornos à seleção chamaram a atenção. São os casos do meia Isco e do atacante Iago Aspas. O primeiro voltou a ter espaço no Real Madrid com o retorno do técnico francês Zinedine Zidane, enquanto que o segundo é o principal nome do Celta no Campeonato Espanhol.

Mas não foi Luis Enrique quem divulgou a lista de convocados da Espanha. O treinador, inclusive, também não estará nestes dois jogos por conta de motivos pessoais - problemas de saúde em sua família -, conforme divulgou José Francisco Molina, diretor esportivo da seleção.

"O técnico não estará presente durante a concentração nas duas próximas partidas. A partir da RFEF, agradecemos o respeito da mídia à situação que nosso treinador está vivenciando. Nosso compromisso com Luis Enrique é total e ele tem todo o nosso apoio", disse em coletiva de imprensa. Quem comandará a equipe nos compromissos e quem fez, de fato, a convocação foi seu auxiliar Robert Moreno.

Confira a convocação da seleção da Espanha:

Goleiros - David De Gea (Manchester United-ING), Pau Lopez (Betis) e Kepa Arrizabalaga (Chelsea)

Defensores - Jordi Alba (Barcelona), Sergio Ramos (Real Madrid), Jose Luis Gaya (Valencia), Diego Llorente (Real Sociedad), Mario Hermoso (Espanyol), Inigo Martinez (Athletic Bilbao), Sergi Roberto (Barcelona), Dani Carvajal (Real Madrid) e Jesus Navas (Sevilla)

Meio-campistas - Sergio Busquets (Barcelona), Marco Asensio (Real Madrid), Rodri Hernandez (Atlético de Madrid), Santi Cazorla (Villarreal), Fabian Ruiz (Napoli-ITA), Dani Parejo (Valencia) e Francisco Isco Alarcon (Real Madrid)

Atacantes - Rodrigo (Valencia), Alvaro Morata (Atlético de Madrid), Iago Asas (Celta) e Mikel Oyazarbal (Real Sociedad)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.