Josep Lago/AFP
Josep Lago/AFP

Sem Messi, Barça derrota a Inter e fica perto de avançar na Liga dos Campeões

Time catalão faz 2 a 0 no Camp Nou e se isola na liderança do Grupo B, com italianos em segundo

Estadão Conteúdo

24 Outubro 2018 | 18h18

Mesmo sem poder contar com Lionel Messi, o Barcelona faturou sua terceira vitória na fase de grupos desta Liga dos Campeões e se aproximou da vaga nas oitavas de final. Nesta quarta-feira, o time espanhol derrotou a Inter de Milão por 2 a 0 e despontou na liderança do Grupo B.

A equipe catalã, ainda com aproveitamento de 100%, soma nove pontos. O bom momento na competição continental coincide com a recente recuperação do Barça no Espanhol - venceu o Sevilla por 4 a 2 no fim de semana passado e retomou a liderança.

Já a Inter segue com seis pontos e ocupa a segunda colocação. A parte inferior da chave é dividida por PSV Eindhoven e Tottenham, que empataram por 2 a 2 em outro jogo da rodada. Com o resultado, cada time somou seu primeiro ponto na competição.

Nesta quarta, o técnico Ernesto Valverde apostou no brasileiro Rafinha para a vaga de Messi. E não teve motivos para lamentar. Foi dos pés do meia-atacante que saiu o primeiro gol dos anfitriões, no Camp Nou. Aos 31 minutos, Suárez fez lindo cruzamento, de trivela, na área e encontrou Rafinha, que só escorou para as redes.

O autor do gol formou a linha mais ofensiva do Barça com Suárez e Philippe Coutinho - o volante brasileiro Arthur também foi titular nesta quarta e foi aplaudido pela torcida ao ser substituído nos minutos finais da partida. Do outro lado, a zaga da Inter era encabeçada pelo zagueiro Miranda, que não conseguiu evitar a derrota dos anfitriões.

No segundo tempo, o Barça manteve o domínio das ações e criou as principais jogadas ofensivas, com direito a bola na trave e chances perdidas por Suárez. O segundo gol acabou vindo somente aos 38 minutos da etapa final. Ivan Rakitic acertou boa enfiada para Jordi Alba bater cruzado da esquerda, para as redes.

O time catalão volta a campo pela Liga dos Campeões no dia 6 de novembro para fazer novo confronto contra o rival italiano, desta vez no San Siro.

BORUSSIA GOLEIA

Também nesta quarta, pelo Grupo A, o Borussia Dortmund deu poucas chances ao Atlético de Madrid e aplicou 4 a 0, diante de sua torcida. Sustentou assim a liderança da chave e o aproveitamento de 100% até agora na competição. O time alemão soma nove pontos, contra seis do rival espanhol, que é o segundo colocado da chave.

O primeiro gol saiu aos 37 minutos, quando Witzel bateu rasteiro de fora da área. A bola não foi forte, mas desviou na zaga e enganou o goleiro Jan Oblak. No segundo tempo, a contagem foi ampliada com dois gols em lances rápidos. Aos 27, Hakimi cruzou rasteiro da esquerda e Raphael Guerreiro, praticamente sem marcação perto da marca do pênalti, finalizou com facilidade para as redes.

Aos 38, mais uma jogada veloz, em contra-ataque. Sancho, em posição de impedimento, só completou para as redes. E, pouco antes do apito final, aos 43, Filipe Luís cometeu erro bizarro ao entregar a bola nos pés de Guerreiro, que não teve qualquer problema para anotar o quarto gol dos alemães, num cara a cara com Oblak dentro da área.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.