Gonzalo Fuentes / Reuters
Gonzalo Fuentes / Reuters

Sem Messi e com assistência de Neymar, PSG vence o oitavo jogo seguido no Francês

Craque argentino segue tratamento no joelho, mas equipe parisiense segue invicta e lidera torneio

Redação, Estadão Conteúdo

25 de setembro de 2021 | 18h23

Ainda em tratamento para se recuperar de uma lesão no joelho, o craque Lionel Messi desfalcou o Paris Saint-Germain neste sábado e assistiu, do camarote do estádio Parque dos Príncipes, uma atuação sem brilho de seus companheiros, mas saiu de lá comemorando uma vitória por 2 a 0 sobre o Montpellier. O primeiro gol foi marcado por Gueye, no início do primeiro tempo, e o segundo saiu dos pés de Draxler, após assistência de Neymar, aos 43 minutos da etapa final.

Com o resultado, o time comandado pelo técnico argentino Mauricio Pochettino encerra a oitava rodada do Campeonato Francês com 100% de aproveitamento, na liderança isolada, com 24 pontos, 10 a mais que o Olympique de Marselha, que joga contra o Lens neste domingo e tem um jogo a menos. Já o Montpellier é o 11º colocado, com nove.

Sem Messi, o Paris Saint-Germain entrou em campo com Di María, Mbappé e Neymar formando o trio de ataque, com um meio de campo sólido, que originou boas jogadas saídas dos pés de Gueye e Herrera em momentos de aproximação. Foi Gueye, inclusive, quem tirou o zero do placar, aos 13 minutos, quando recebeu passe de Di María, dominou na meia-lua e limpou o marcador antes de chutar firme no ângulo direito do goleiro Omlin.

Apesar de ameaçado em lances pontuais, o Paris Saint-Germain continuou melhor durante todo primeiro tempo, mas não o suficiente para ampliar o placar. Algumas boas chances foram protagonizadas por Neymar, que já havia levado perigo aos três minutos, antes do gol de Gueye, com uma cavadinha que balançou a rede pelo lado de fora. Aos 45 minutos, o brasileiro obrigou Omlin a fazer boa defesa após arriscar de fora da área, pouco tempo depois de uma bola acertada na trave por Herrera.

Neymar continuou aparecendo bastante no segundo tempo, na maioria das vezes frustrado com o desenrolar das jogadas. Em uma das principais oportunidades parisienses, ele dominou dentro da área, bateu colocado de esquerda e acompanhou com os olhos a bola sair pela linha de fundo. O atacante terminou a partida sem gol, mas ajudou a garantir a vitória ao dar o passe para Draxler marcar. O alemão entrou aos 42 minutos, no lugar de Di María, e fez o gol aos 43.

Agora, o foco do Paris Saint-Germain é o duelo desta terça-feira contra o Manchester City, em Paris, pela segunda rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões da Europa. Ainda não é certo se Messi estará disponível para o jogo, mas há expectativa de que ele seja liberado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.