Divulgação/Ceará
Divulgação/Ceará

Sem mistério, Ceará faz 'jogo de seis pontos' contra a Chapecoense

Lisca faz atividade com portões fechados na qual deu ênfase a finalizações e jogadas de bola parada

Estadão Conteúdo

30 de setembro de 2018 | 06h54

O Ceará não tem mistério para enfrentar a Chapecoense neste domingo, às 19 horas, no Castelão, pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro. O técnico Lisca confirmou que a única mudança em relação ao time que perdeu por 3 a 2 para o Grêmio na última rodada será a entrada de Valdo no lugar do zagueiro Tiago Alves, suspenso.

Apesar do time confirmado, o técnico promoveu uma atividade com portões fechados na sexta-feira, na qual deu ênfase a finalizações e jogadas de bola parada. "Nosso time já tem uma cara, um jeito definido de jogar, principalmente aqui no Castelão, com a vibração da torcida. Sabemos da necessidade da vitória e vamos brigar com todas as forças para conquistá-la", prometeu.

O zagueiro Valdo, que voltou a fazer a dupla defensiva com Luiz Otávio, sabe da importância deste jogo "que vale seis pontos porque brigamos contra um adversário direto na tabela".

Outro confiante em contar com o apoio da torcida é o atacante Arthur, que quebrou jejum de 45 dias sem marcar gols fora lá na Arena do Grêmio. Agora ele pretende derrubar o jejum em casa que já dura 176 dias, ou quase seis meses. A última vez que balançou as redes pelo "Vovô" aconteceu na vitória, por 2 a 1, sobre o rival Fortaleza, no dia 4 de abril. "Tenho certeza de que a torcida vai nos empurrar para a vitória", disse esperançoso em retribuir.

Com 27 pontos, o Ceará é o 18º colocado, um ponto abaixo do Vasco, primeiro time fora da zona do rebaixamento. Se vencer, a equipe cearense tem boas chances de deixar a zona da degola, sempre torcendo por tropeços de seus principais concorrentes: Vitória, Bahia e Vasco.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.