Miguel Vidal/Reuters
Miguel Vidal/Reuters

Sem Neymar, Barcelona perde do Deportivo La Coruña e vê liderança ameaçada

Com Messi mais uma vez apagado, equipe catalã pode ser ultrapassada pelo Real Madrid

Estadão Conteudo

12 de março de 2017 | 14h46

A ressaca veio forte para o Barcelona. Após a histórica goleada sobre o Paris Saint-Germain por 6 a 1, na quarta-feira, que o classificou às quartas de final da Liga dos Campeões, o time catalão teve atuação irreconhecível neste domingo e foi derrotado pelo Deportivo La Coruña por 2 a 1, fora de casa, pela 27ª rodada do Campeonato Espanhol.

O surpreendente resultado não só coloca em risco a liderança do Barcelona, como encerra uma série de marcas positivas. A equipe não perdia desde 2 de outubro no Espanhol - eram 19 partidas de invencibilidade - e havia vencido seus três últimos jogos por cinco gols de diferença.

De quebra, o time se manteve com 60 pontos e pode ser ultrapassado pelo Real Madrid, que tem 59 e recebe o Bétis neste domingo, além de ter outra partida a menos. Já o Deportivo La Coruña soma 27 pontos e está em 15º.

Apesar do embalo, o Barcelona não contou com Neymar neste domingo, herói da classificação contra o Paris Saint-Germain - o brasileiro sentiu dores musculares no sábado e sequer foi relacionado. E teve, ainda, uma atuação pouco inspirada de Messi, o que contribuiu para a surpreendente derrota.

Melhor desde o início, o time da casa desperdiçou boas oportunidades até que, aos 40 minutos do primeiro tempo, Joselu aproveitou confusão após cobrança de escanteio e completou para as redes.

O Barcelona parecia que entraria com nova determinação na etapa final. Logo no primeiro minuto, o volante André Gomes dividiu com a zaga e a bola sobrou para o uruguaio Luis Suárez finalizar com precisão.

O gol, contudo, foi apenas um lampejo. O Deportivo La Coruña continuou melhor, desperdiçou boas oportunidades, acertou uma bola na trave e finalmente marcou aos 29, quando Bergantiños cabeceou firme após nova cobrança de escanteio.

O Barcelona até aumentou a pressão nos minutos finais. Mas a grande chance do jogo veio com Fajr, que avançou sem marcação até a entrada da área, cercado por dois companheiros. O jogador, porém, preferiu chutar e Ter Stegen defendeu. Apesar do inacreditável gol perdido, o Deportivo La Coruña festejou a importante vitória.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.