Sem Neymar e com brilho de Navas, PSG abre o Francês com virada sobre o Troyes

Sem Neymar e com brilho de Navas, PSG abre o Francês com virada sobre o Troyes

Donos da casa deram muito trabalho e venderam caro a derrota

Redação, Estadão Conteúdo

07 de agosto de 2021 | 18h22

Sem Neymar, Marquinhos e alguns de seus reforços galácticos, o Paris Saint-Germain estreou no Campeonato Francês com susto e virada sobre o caçula Troyes. Diante de um rival recém-chegado à elite, a expectativa era de vitória tranquila. Porém, os donos da casa deram muito trabalho e venderam caro a derrota, de virada, por 2 a 1 no Stade de L'aube. O goleiro Navas, com três grandes defesas, salvam o time de um tropeço logo na largada.

Os brasileiros retornaram aos treinos apenas na sexta-feira, após as férias, e carecem de um tempo para o aprimoramento físico. Devem estrear no Parque dos Príncipes, dia 15, diante do Strasburg. O goleiro italiano Donnarumma ainda não estreou também por causa das férias e o espanhol Sérgio Ramos se recupera de problemas musculares.

Mesmo sem muitos nomes de peso, o técnico Maurício Pochettino contou com um ataque forte em Troyes. Além de Wijnaldum e Mbappé, tinha Icardi e Draxler na frente. Dos novos reforços, Hakimi, na direita, era grande opção para conduzir o time ao ataque.

Mas, quando começava a se impor no jogo, o PSG levou um susto. Logo com oito minutos, festa dos donos da casa. Cobrança de escanteio na cabeça do zagueiro El Hajjam, que subiu livre e abriu o marcador. O defensor seria destaque, ainda, ao salvar cabeçada de Icardi em cima da linha do gol.

O torcedor que lotou o Stade de L'aube estava entusiasmado com a equipe e gritava forte. Porém, em dois minutos, a festa deu lugar à frustração. Primeiro com Hakimi recebendo livre nas costas da marcação e fuzilando e depois com Icardi, livre na área, concluindo passe preciso de Mbappé. Aos 20 minutos, o PSG já mandava no placar.

Precisando mostrar serviço após a contratação do goleiro da seleção italiana, Navas teve de trabalhar bastante antes do intervalo. Foram quatro boas defesas, duas com alto grau de dificuldade. Mesmo vindo da Segunda Divisão, o Troyes mostrou-se corajoso e pode surpreender na temporada.

O modesto time buscou o empate até o último minuto em seu estádio, exigindo bastante da defesa do PSG, que não soube matar o jogo quando teve chances com Mbappé, Draxler e Icardi, e, com queda grande de ritmo, sofreu acima do normal nos minutos decisivos. Navas salvou já nos acréscimos para garantir três duros pontos.

O PSG faz festa por largada vitoriosa e aguarda por um desfecho positivo na negociação com o astro Lionel Messi. O argentino se despede oficialmente do Barcelona neste domingo pela manhã. Os franceses esperam anunciar um acordo na sequência de sua entrevista de adeus e apresentá-lo na terça-feira.

Nos outros jogos deste sábado, igualdades. O Monaco ficou no 1 a 1 com o Nantes e o Lyon teve de lutar muito para buscar o 1 a 1 com o Brest. Na mira do Flamengo, Thiago Mendes foi titular, enquanto Lucas Paquetá entrou na fase final.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.