GUILLAUME SOUVANT / AFP
GUILLAUME SOUVANT / AFP

Sem Neymar, PSG bate time da 2ª divisão e vai às quartas da Copa da Liga Francesa

Jogador brasileiro foi vetado pelo departamento médico por conta de um incômodo na coxa direita

Estadão Conteúdo

18 de dezembro de 2018 | 21h08

O Paris Saint-Germain não teve a costumeira facilidade em âmbito nacional, mas garantiu vaga nas quartas de final da Copa da Liga Francesa nesta terça-feira. Mesmo sem Neymar e atuando fora de casa, o time da capital derrotou o Orléans, por 2 a 1, e ficou com a classificação à próxima fase do torneio.

Neymar não atuou porque foi vetado pelo departamento médico. Longe das melhores condições desde que sentiu um incômodo na coxa direita a serviço da seleção brasileira, no mês passado, o brasileiro foi submetido a exames e não viajou com o restante da delegação.

Neymar, porém, não foi o único desfalque do PSG, que teve diversos nomes poupados pelo técnico Thomas Tüchel, incluindo Mbappé, que entrou apenas no segundo tempo. Entre os titulares, destaque para os brasileiros Thiago Silva, Marquinhos e Daniel Alves, que ainda recupera a melhor forma após a grave lesão que o deixou de fora da última Copa do Mundo.

Outra estrela escalada entre os titulares foi Cavani, e ele fez a diferença no primeiro tempo. Aos 40 minutos, o uruguaio recebeu ótima enfiada de Di María e, de frente para o goleiro, deu belo toque por cobertura para abrir o placar.

Apesar da diferença entre as equipes, o Orléans não desistiu, foi para cima no segundo tempo e chegou ao empate com Lopy, em chute forte de fora da área. Mas, aos 35 minutos, Diaby recebeu de Draxler, fez fila na entrada da área e finalizou cruzado para definir a classificação do PSG.

CAMPEONATO FRANCÊS - Também nesta terça-feira, em confronto adiado por causa dos protestos que estão acontecendo no país, o Caen recebeu o Toulouse pelo Campeonato Francês e venceu por 2 a 1. Khaoui e Fajr, nos acréscimos, marcaram os gols da equipe, que deixou a zona de rebaixamento e subiu para 17 pontos, em 16.º, um ponto atrás do Toulouse, 15.º.

 

 

Mais conteúdo sobre:
futebolParis Saint-Germain

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.