Jon Super/AP
Jon Super/AP

Sem Neymar, Santos vê sua marca desvalorizada no mercado mundial

Equipe cai oito posições de um ano para outro no ranking inglês

Jamil Chade, O Estado de S. Paulo

26 de maio de 2014 | 12h24

GENEBRA - Sem Neymar, o Santos sofre uma desvalorização de sua marca no mercado internacional. Dados divulgados nesta pela consultoria Brand Finance, em Londres, apontam que o time da Baixada Santista caiu no ranking dos 50 times mais valiosos do mundo.

Em 2013, a entidade havia colocado o Santos como o 38o clube mais valioso do mundo em termos de marca, colocado no Atlético de Madrid e no Werder Bremen. O cálculo era feito com base na capacidade do time de se beneficiar de acordos comerciais, de marketing e de televisão. No total, a estimativa era de que o clube valeria cerca de US$ 65 milhões.

Mas parte desse bom resultado estava atrelado à presença de Neymar em campo. Com a transferência do jogador para o Barcelona, em meados do ano passado, o Santos caiu no ranking financeiro. Hoje, o Santos aparece apenas na 46a posição, avaliado em US$ 58 milhões.

O Santos não é o único brasileiro na lista dos 50 clubes mais valiosos. De fato, a conquista do título mundial pelo Corinthians e a o marketing nos últimos anos de Ronaldo permitiram que o clube paulista aparecesse como o time mais valioso fora da Europa, título que ainda conserva.

Em 2013, o clube valia US$ 103 milhões e ocupava a 19a posição. Hoje, o Corinthians aparece apenas na 35a posição, com um valor de US$ 87 milhões. Ainda assim, é mais valioso que o Benfica, Sevilla, Lazio e PSV. O ranking ainda traz o São Paulo na 48a posição, avaliado em US$ 54 milhões, e o Flamengo, com US$ 50 milhões e na 49a posição.

DISTÂNCIA

Juntos, porém, todos os quatro clubes brasileiros entre as 50 marcas mais valiosas representam apenas o valor do Tottenham (US$ 249 milhões) e apenas um terço do que vale o Bayern de Munique, hoje a marca mais valiosa do futebol mundial.

O clube alemão, atual campeão mundial, está estimado em US$ 896 milhões. Em segundo lugar vem o Real Madrid, com US$ 768 milhões, e o Manchester United com US$ 739 milhões.

Tudo o que sabemos sobre:
FutebolNeymarSantos FCFC Barcelona

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.