Lucas Merçon / Fluminense FC
Lucas Merçon / Fluminense FC

Sem objetivo definido no Brasileirão, Fluminense visita o líder São Paulo

Tricolor carioca está próximo do G-6, mas tem sofrido com desfalques importantes

Estadão Conteúdo

02 Setembro 2018 | 06h22

Em posição intermediária no Brasileirão, o Fluminense vai entrar em campo contra o São Paulo, às 16 horas deste domingo, fora de casa, pela 22ª rodada do torneio. O resultado da partida vai poder dar uma ideia melhor do papel que a equipe carioca vai ter até o fim da competição.

Após 21 jogos, o Fluminense tem 26 pontos, desempenho que mantém o time treinado por Marcelo Oliveira perto da briga pelo G-6 - que pode aumentar, caso equipes que integram esse grupo vençam a Copa do Brasil, a Copa Libertadores ou ambas -, mas a distância para a zona do rebaixamento não é grande.

"Em um campeonato difícil como o Brasileiro, precisamos fazer o dever de casa", prega o técnico. "Neste momento, precisamos minimizar os erros, proteger o resultado. Trazer um ponto de São Paulo pode ser importante. A semana livre nos deu possibilidade de trabalhar muita coisa que quando não temos tempo não conseguimos fazer. Treinamos finalização, contra-ataque, movimentação. Foi uma semana muito proveitosa", afirmou o técnico.

Um desfalque para as próximas semanas será o centroavante Pedro, destaque do Fluminense no ano e líder da tabela de artilheiros do Brasileirão, com 10 gols. O desempenho do atacante rendeu a ele uma convocação para a seleção brasileira, mas uma lesão nos ligamentos do joelho direito foi responsável pelo corte do atleta, que vai ficar fora de combate pelo menos até os últimos dias de setembro.

Marcelo Oliveira já definiu que o substituto de Pedro, pela menos contra o São Paulo, será Kayke. Recuperado de concussão, o atacante Everaldo treinou no lugar de Matheus Alessandro. Emprestado pelo Cruzeiro, Digão não foi liberado para enfrentar a equipe mineira, mas vai voltar ao time contra o São Paulo. O zagueiro Ibañez será mantido entre os titulares porque Gum está machucado, enquanto Airton e Luciano, livres de problemas físicos, serão opções no banco de reservas.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.