Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians
Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Sem opções, Jair pode repetir pela primeira vez escalação do Corinthians

Com Roger e Clayson suspensos, treinador deve manter quarteto ofensivo no duelo com o Bahia, no sábado

João Prata, O Estado de S.Paulo

23 Outubro 2018 | 05h00

O técnico Jair Ventura deve repetir pela primeira vez a escalação do Corinthians no duelo com o Bahia no próximo sábado, em casa, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. E a medida acontecerá mais por falta de opções, do que pela vontade do treinador que em 11 jogos no comando colocou 11 formações diferentes.

A tendência é que ele mande a campo os mesmos titulares do empate por 2 a 2 com o Vitória do último domingo. Os atacantes Clayson e Roger, que entraram no segundo tempo da partida, receberam o terceiro cartão amarelo e terão que cumprir suspensão.

Sem esses dois jogadores, Jair não tem muitas alternativas para definir o setor ofensivo, que é o que mais tem trazido dor de cabeça para ele. É provável que insista no quarteto com Emerson Sheik, Jadson, Pedrinho e Romero entre os titulares. Sheik, que completou 40 anos no mês passado, poderá fazer então seu quarto jogo em seguida como titular.

A principal dúvida na escalação está no meio-campo. O volante Gabriel volta de suspensão e disputará um lugar no time com Douglas. Os dois tem se alternado na equipe. Independentemente de qual dos dois jogará, o fato é que o treinador ainda não conseguiu fazer o Corinthians jogar bem. 

Nos 11 jogos, foram duas vitórias, quatro empates e cinco derrotas, aproveitamento de 30,3%, pior do que o do Sport, que é o penúltimo na tabela do Brasileirão, com 33,3%. O Corinthians faz a penúltima pior campanha do returno, à frente apenas do Paraná, lanterna da competição.

O elenco se reapresenta nesta terça-feira e Jair terá a semana inteira para trabalhar. Além de colocar o ataque para finalizar a gol, ele precisará também organizar o setor defensivo. O gol do Vitória nos acréscimos deixou claro que a zaga tem batido cabeça nas bolas aéreas. Danilo Avelar esqueceu de Neílton e deixou o atacante receber livre e marcar.

Mesmo com o empate, o Corinthians se distanciou um pouco mais da zona de rebaixamento. Hoje, a oito rodadas do término da competição, a equipe alvinegra ocupa o 12º lugar, com 36 pontos, a cinco do Ceará, que abre a degola. Vale lembrar que o Ceará tem um jogo a menos. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.