Sem Oswaldo de Oliveira, Botafogo passa pelo Náutico

Equipe carioca derrotou o time da casa por 3 a 1, com gols de Rafael Marques, Seedorf e Gegê

Monica Bernardes, Agência Estado

10 de outubro de 2013 | 00h17

RECIFE - O Botafogo venceu o Náutico por 3 a 1, nesta quarta-feira, na Arena Pernambuco, pela 27.ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. Nem mesmo a ausência do comandante alvinegro, o técnico Oswaldo de Oliveira - que está afastado por determinação médica após sofrer uma arritmia cardíaca durante partida realizada no último sábado - foi empecilho para uma boa apresentação da equipe carioca. Com o resultado, o Botafogo chega ao pelotão de elite, na terceira posição da tabela da competição, com 46 pontos. Já o Náutico, que soma 18 derrotas, permanece na lanterna, com 17 pontos. Na próxima rodada, no domingo, o Náutico enfrenta o Internacional, no Estádio Centenário, em Caxias do Sul. Já o Botafogo, encara o Flamengo, no Maracanã, no mesmo dia.

Logo no início da primeira etapa, o gol de Maikon Leite, aos 9 minutos, deu um ânimo extra à equipe e à torcida alvirrubra. Até os 15 minutos, o que se viu foi um time aguerrido, apostando nas jogadas de ligação direta e disposto a correr. Mas a alegria durou pouco. A criação do Náutico foi praticamente nula, principalmente quando o time estava na vantagem e poderia tocar mais a bola. Abusou da correria e pagou o preço. Aos 25 minutos, Seedorf levantou na pequena área, a zaga não cortou e Rafael Marques, na sobra, chutou de primeira para empatar. A partir daí, o Botafogo foi se ajustando e criando as melhores jogadas, especialmente pelas laterais do campo. Cruzamentos ou chutes vindos do lado foram as principais armas dos visitantes. E novamente, aos 39 minutos, a equipe visitante balançou as redes. O holandês Seedorf - que teve participação decisiva nos primeiros 45 minutos - foi o protagonista da vez. Recebeu bola na entrada da área após cobrança de escanteio e marcou, sem defesa para Berna. Com a vantagem, o Botafogo manteve o domínio até o final do primeiro tempo.

Na etapa final, a equipe carioca não perdeu tempo e já retornou ao campo mostrando disposição para manter a vitória. Logo no primeiro minuto, Seedorf levantou em cobrança de falta pela meia esquerda, Bolívar cabeceou e a bola saiu com perigo. No minuto seguinte, novamente Seedorf entrou na área pela esquerda, rolou e Rafael Marques, na frente do gol, chutou para fora, em chance incrível. E a pressão não parou. O Náutico bem que tentou uma reação, com a troca de Hugo por Olivera, no ataque, mas o resultado não foi o esperado. Sem ritmo, o Náutico não acompanhava o adversário. Em uma das poucas boas chances alvirrubra, aos 18 minutos, Olivera ajeitou na entrada da área, finalizou, mas errou o gol rival. Ao longo de todo segundo tempo, a situação se manteve praticamente igual: Botafogo insistindo no ataque e o Náutico penando na defesa. E aos 45 minutos, para desânimo da equipe da casa, Edílson foi lançado pela direita e Gegê, livre dentro da área, dominou e tocou no canto, encerrando a partida.

FICHA TÉCNICA

NÁUTICO 1 x 3 BOTAFOGO

NÁUTICO - Ricardo Berna; Maranhão, João Filipe, William Alves e Bruno Collaço; Derley (Marcos Vinícius), Elicarlos, Martinez e Diego Morales (Jones Carioca); Maikon Leite e Hugo (Olivera). Técnico: Marcelo Martelotte.

BOTAFOGO - Renan; Edílson, Bolívar, Dória e Julio Cesar; Marcelo Mattos, Renato, Octávio (Hyuri) e Seedorf; Elias (Henrique) e Rafael Marques (Gegê). Técnico: Luiz Alberto Oliveira (auxiliar).

GOLS - Maikon Leite, aos 8, Rafael Marques, aos 25, e Seedorf, aos 39 minutos do primeiro tempo; Gegê, aos 45 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Não houve.

ÁRBITRO - Marcos André Gomes da Penha (ES).

RENDA - R$ 148.740,00.

PÚBLICO - 6.658 pagantes.

LOCAL - Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata (PE).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoNáuticoBotafogo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.