Robson Fernandes/Estadão
Robson Fernandes/Estadão

Sem pensar no rival, Muricy pode escalar time misto

Treinador garante que a situação do Corinthians não lhe diz respeito e se mostra preocupado apenas com a sua equipe

Fernando Faro, O Estado de S. Paulo

16 de março de 2014 | 05h00

SÃO PAULO - Poucas foram as vezes que os corintianos foram mais interessados que os torcedores tricolor em um jogo do São Paulo. Pois serão os olhos alvinegros que acompanharão aflitos o embate contra o Ituano neste domingo, às 16 horas, no Morumbi. Praticamente garantido no primeiro lugar do Grupo A, o São Paulo encara justamente o time que pode eliminar seu arquirrival. Uma derrota em casa deixa o Corinthians respirando por aparelhos no Campeonato Paulista.

A situação deste domingo remete àquela de dez anos atrás, quando o Tricolor poderia ter rebaixado o Corinthians, mas acabou salvando o rival na última rodada. Grafite ignorou as súplicas da torcida e marcou os dois gols que garantiram a vitória por 2 a 1 sobre o Juventus e mandou a equipe da Mooca para a Série B.

Para dar cores ainda mais dramáticas ao duelo, Muricy Ramaçho deve dar descanso a alguns titulares para preservá-los fisicamente para a fase final do Paulistão que já se avizinha e, em tese, o time chegará enfraquecido e dará mais chances ao adversário vencê-lo. Mas que isso não se confunda com uma "facilitada" para prejudicar o rival.

Muricy rebate duramente a tese, mas diz que se preocupa apenas com seus comandados. "Não tenho nada com o Corinthians, eu me preocupo com o São Paulo e farei o que achar que for bom para o São Paulo. Nossos jogadores estão no limite, os exames mostram", disse.

Entre os jogadores que mais preocupam a comissão técnica estão o zagueiro Antonio Carlos e os atacantes Osvaldo e Pabon, que são muito exigidos fisicamente pelo esquema tático.

O que tira mesmo o treinador do sério é qualquer tipo de suposição de que a atitude tenha como pano de fundo o desejo de prejudicar o Corinthians.

Apesar do discurso positivo, os torcedores não escondem que gostariam de ver o Alvinegro prejudicado mesmo que isso signifique uma derrota para o Ituano no Morumbi, mas os atletas já avisam que entrarão em campo com a mesma disposição.

"O São Paulo não pode e não vai entrar para perder. Espero que não aconteça de algum torcedor vaiar caso um gol saia. Temos de nos preocupar apenas com o São Paulo, independentemente se isso vai interferir na vida do Corinthians ou não", avisou Luis Fabiano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.