Sem perder ninguém por suspensão, Santos aguarda Vitor Bueno e Ricardo Oliveira

Time da Vila Belmiro enfrenta o líder Palmeiras no próximo sábado

Estadão Conteúdo

24 Outubro 2016 | 20h59

O saldo do Santos na noite do último domingo em Chapecó foi positivo. Não só pela vitória por 1 a 0 sobre a Chapecoense, que manteve o time vivo na luta pelas primeiras posições do Campeonato Brasileiro, mas também por não ter perdido nenhum jogador suspenso para o clássico do próximo sábado com o Palmeiras, na Vila Belmiro, decisivo para a definição do torneio nacional.

A preocupação no Santos era grande, pois David Braz, Renato, Lucas Lima, Jean Mota, Copete e Yuri entraram em campo pendurados com dois cartões amarelos - Paulinho, estava na mesma condição, mas não foi aproveitado por Dorival Júnior. Porém, como nenhum deles foi advertido, o treinador aumentou as esperanças de contar com a força máxima diante do Palmeiras.

Para isso, Dorival dependerá da condição física de dois jogadores. O meia Vitor Bueno está em fase final de recuperação de uma lesão na coxa esquerda e depende de liberação do departamento médico para reforçar o time no clássico.

Já Ricardo Oliveira deixou o duelo em Chapecó, durante o segundo tempo, com dores na coxa direita. Ele iniciou o tratamento imediatamente e agora deverá passar por avaliação mais detalhada para definir se terá condições de encarar o Palmeiras.

Contar com a força máxima no clássico ganhou em importância para o Santos em razão dos confrontos da 33ª rodada. Afinal, os quatro primeiros colocados do Brasileirão estarão frente a frente no próximo sábado. O líder Palmeiras (67 pontos) visitará o quarto colocado Santos (58). Já o terceiro colocado Atlético Mineiro (59) vai receber o vice-líder Flamengo (61).

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.