José Patrício/Estadão
José Patrício/Estadão

Sem 'peso', Lusa mira encerrar jejum contra Corinthians

Fora da zona de rebaixamento, equipe quer aproveitar o bom momento e voltar a vencer

AE, Agência Estado

25 de setembro de 2013 | 20h05

SÃO PAULO - Quando entrar em campo, neste domingo, a Portuguesa tentará encerrar um jejum que já dura mais de uma década. É que a equipe não vence o Corinthians pelo Campeonato Brasileiro há quase 13 anos. A última vitória aconteceu em outubro de 2000, quando bateu o rival por 3 a 2, no estádio do Pacaembu, pela primeira fase da Copa João Havelange.

Desde então, os dois times se enfrentaram apenas em mais cinco oportunidades, com duas vitórias alvinegras e três empates. Curiosamente, os três últimos jogos terminaram empatados. O último deles no primeiro turno deste Brasileirão, quando houve um 0 a 0 no Pacaembu. No histórico geral, o Corinthians leva grande vantagem contra a rival. Até hoje, os dois clubes se enfrentaram em 253 oportunidades com 141 vitórias corintianas, 53 empates e 58 vitórias da Portuguesa. Os alvinegros marcaram 509 gols e sofreram 330.

Para superar estes números negativos, a Portuguesa aposta em sua grande fase. Nos últimos sete jogos, foram cinco vitórias e duas derrotas, com um aproveitamento de 71%. "Estamos jogando sem o peso que nos acompanhava há poucas rodadas e isso já tem feito a diferença a nosso favor", ressaltou o lateral-esquerdo Rogério, referindo-se à presença do time na zona de rebaixamento. Após a vitória sobre o Internacional, o time chegou aos 28 pontos e se manteve fora da zona de perigo.

Originalmente, a partida deveria acontecer no Canindé, mas ela foi transferida ao estádio Morenão, em Campo Grande (MS). Os dirigentes quiseram aproveitar o fato de enfrentar o clube de segunda maior torcida do país para lucrar, já que o local tem capacidade para mais de 25 mil pessoas. Mais de 10 mil ingressos já foram vendidos.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPortuguesaBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.