Lucas Figueiredo / CBF
Lucas Figueiredo / CBF

Sem poder fazer amistosos, Pia vai em busca de entrosamento na seleção brasileira

Treinadora promete trabalhos intensos nos treinos que serão realizados entre 14 e 22 de setembro, visando a Olimpíada

Redação, Estadão Conteúdo

02 de setembro de 2020 | 18h38

A impossibilidade de enfrentar adversários em amistosos, pro causa da pandemia do coronavírus, não tira o entusiasmo de Pia Sundhage, técnica da seleção brasileira feminina. Nesta quarta-feira, após convocar o grupo de atletas para um período de treinos na Granja Comary, entre 14 e 22 de setembro, a sueca afirmou que vai usar todo o tempo para entrosamento ao grupo de olho na disputa dos Jogos Olímpicos de Tóquio no ano que vem, mas de olho na possibilidade de encontrar novos talentos.

"Vejamos se durante esta temporada há alguma jogadora que se destaca e tentar nos preparar para a próxima etapa. Esperamos ter datas Fifa em breve e se não der iremos para a Granja Comary", disse a treinadora, que não pôde contar com as jogadoras que atuam no futebol do exterior.

Pia promete trabalho intenso durante os dias nos quais poderá ter o grupo em suas mãos. "Sempre temos como fazer quem sabe um pouco diferente ou melhor. Temos que dar minutos às jogadoras minutos juntas para termos um time coeso dentro e fora do campo."

A treinadora não escondeu que o seu maior objetivo é formar um elenco o mais rápido possível e iniciar a preparação para os Jogos Olímpicos de Tóquio no ano que vem.

Há um ano no cargo, Pia Sundhage soma 11 jogos no comando da seleção brasileira, com seis vitórias, quatro empates e apenas uma derrota (0 a 1) para a França.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.