Paulo Negreiros/Embratur
Ronaldinho Gaúcho fará campanha para atrair turistas ao Brasil Paulo Negreiros/Embratur

Sem poder sair do Brasil, Ronaldinho Gaúcho é nomeado embaixador do turismo

Ex-jogador está com o passaporte retido e, mesmo assim, fará campanha para a Embratur

Redação, O Estado de S.Paulo

05 de setembro de 2019 | 21h43

Ronaldinho Gaúcho foi nomeado nesta quinta-feira Embaixador do Turismo Brasileiro pela Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo). O ex-jogador está impedido de sair no país após ter o seu passaporte retido pelo não pagamento de uma multa por dano ambiental.

Ronaldinho e nomes como os cantores Amado Batista e Bruno e Marrone participarão de campanhas para divulgar o Brasil e fomentar o turismo internacional no País. “O turismo é importantíssimo para gerar empregos e recuperar nossa imagem internacionalmente”, afirmou o ex-jogador.

Segundo a Embratur, a imagem do pentacampeão mundial será utilizada redes sociais para divulgar as belezas do Brasil no exterior. “Você pega o caso do Ronaldinho, uma pessoa que tem quase 100 milhões de seguidores em suas redes e nos ajuda voluntariamente, sem custos, por patriotismo. É inestimável essa atitude”, disse o diretor de Marketing e Relações Públicas da Embratur, Osvaldo Matos de Melo Júnior.

O primeiro projeto que Ronaldinho participará será o reality show “Rei do Rolê”. Estrangeiros vão enviar vídeos e concorrerão a uma viagem ao Brasil. O escolhido será recebidos por Ronaldinho e outros embaixadores da Embratur. A expectativa da autarquia é que o número de turistas internacionais no país dobre do atual número de 6 milhões anuais até o fim de 2022.

Em Abril deste ano, Ronaldinho acompanhou o primeiro contrato de futebol do seu filho, João Mendes, de então 14 anos. O vínculo com o clube mineiro vai até 2025. Curiosamente, seu último bom momento no futebol foi em Minas Gerais, mas defendendo o Atlético. Ronaldinho ganhou a Libertadores e marcou sua história no clube.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolRonaldinho Gaúchoturismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Ronaldinho marca três gols em evento de futebol de areia

Atacante defendeu time nacional durante 24 anos, período em que conquistou nove títulos mundiais

Redação, Estadão Conteúdo

27 de janeiro de 2019 | 17h57

Com a presença de Ronaldinho Gaúcho, que vestiu a camisa 10 e a braçadeira de capitão, a seleção brasileira de futebol de areia derrotou o Japão por 11 a 4, neste domingo, em amistoso disputado no Parque Olímpico da Barra, no Rio, e que marcou a despedida de Jorginho da equipe nacional.

Convidado pelo "dono da festa", Ronaldinho até iniciou a partida entre os titulares. Ele fez vários lances plásticos e marcou três gols no último duelo de Jorginho, de 44 anos, no futebol de areia. O craque, porém, demorou a engrenar, tanto que só foi marcar os seus gols no terceiro tempo, tendo desperdiçado uma chance incrível, de calcanhar, no primeiro.

Jorginho defendeu a seleção brasileira durante 24 anos, período em que conquistou nove títulos mundiais. Além disso, foi eleito o melhor jogador do mundo em três oportunidades, em 1999, 2000 e 2004.

"Você merece tudo, tudo, tudo. Muito obrigado, um dia inesquecível na minha vida", disse Ronaldinho, ao homenagear Jorginho, que também recebeu uma placa das mãos de Claudio Adão e Junior.

Bruno Xavier (3), Mauricinho (2) e Rodrigo também marcaram para a seleção brasileira. E Jorginho deixou a sua marca duas vezes. "Obrigado. É o que tenho a dizer neste dia. Ter o Ronaldinho do meu lado neste momento é sinal de que tudo valeu à pena. Toda minha dedicação em 24 anos neste esporte valeu demais. Agora é descansar e continuar torcendo para que o beach soccer evolua cada vez mais. Meu muito obrigado a todos, do fundo do coração", disse Jorginho.

As seleções já haviam se enfrentado em amistoso no sábado, com vitória do Brasil por 5 a 1 sobre o Japão.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.