Sem problemas, Goiás quer apoio da torcida por vitória

O Goiás sabe que terá um desafio complicado diante do embalado São Paulo, neste domingo, a partir das 16 horas, no Estádio Serra Dourada, em Goiânia, pela 23ª rodada do Brasileirão. Mas aposta na presença maciça da torcida, na escalação sem desfalques e na disposição dos jogadores de manter a boa campanha para conseguir a vitória.

RUBENS SANTOS, Agência Estado

22 de setembro de 2013 | 07h12

"É sempre muito difícil enfrentar o São Paulo. Ainda mais após se recuperar, obtendo três vitórias com o Muricy Ramalho", disse o técnico Enderson Moreira, citando a invicta sequência são-paulina com o novo treinador. "Mas contamos com a presença maciça da torcida e a reação da nossa equipe que joga para vencer, não é um time acuado."

Após ganhar do Corinthians e empatar com o Coritiba nas duas últimas rodadas, quando jogou como visitante, o Goiás chegou aos 30 pontos no Brasileirão. "Fizemos bons jogos, somamos quatro pontos em duas partidas fora de casa, mas costumo dizer o seguinte: o próximo jogo é o que mais vale, e o que vale agora é o São Paulo", disse o técnico.

Para encarar o São Paulo, o Goiás terá o retorno do zagueiro Rodrigo, após suspensão, e do lateral-esquerdo William Matheus, recuperado de lesão no joelho. Mas, apesar de ter força máxima, a grande arma do time goiano é o apoio da sua torcida: em 24 jogos disputados neste ano no Estádio Serra Dourada, teve apenas duas derrotas até agora.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoGoiás

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.