Giuseppe Cacace / AFP
Giuseppe Cacace / AFP

Sem proposta, Bruno Henrique diz que faria contrato vitalício com o Flamengo

Cotado no futebol chinês, atacante deixa claro sua vontade em permanecer no clube para a próxima temporada

Redação, O Estado de S.Paulo

26 de dezembro de 2019 | 22h26

Um dos protagonistas do Flamengo nas conquistas do Campeonato Brasileiro e da Libertadores, o atacante Bruno Henrique garante que pretende permanecer no clube para a próxima temporada, embora seu nome esteja sendo comentado no futebol chinês. O jogador de 28 anos ainda não recebeu proposta para sair, mas espera por um aumento de salário no clube carioca e aproveita para fazer juras de amor ao time rubro-negro.

"O Flamengo hoje é a minha casa. Um clube com a grandeza do Flamengo, depois de muitos anos voltar a conquistar títulos e trazer o torcedor de volta. Foi muito bonito o ano que a gente viveu. Então, por mim, eu faria contrato vitalício com o Flamengo e ficaria para sempre", disse o atacante, em entrevista ao SporTV, pouco antes de participar de um jogo festivo em Uberlândia. 

O Flamengo já avisou que não aceita conversar com nenhum interessado que chegue com oferta inferior a R$ 90 milhões. Os empresários do atacante acreditam que chegarão propostas neste patamar, mas por enquanto, nada aconteceu. 

Recentemente, o técnico Jorge Jesus, que também não tinha presença assegurada para 2020, deu entrevista em Portugal garantindo que irá cumprir seu contrato, que se encerra no fim do ano que vem. Situação indefinida vive o atacante Gabriel Barbosa. Ele está emprestado pela Inter de Milão e o Flamengo já manifestou interesse em contratá-lo, mas ele ainda não comunicou se pretende ficar ou tentar voltar a atuar na Europa. 

Para Entender

Mercado da Bola

Veja as principais negociações do futebol brasileiro. Clubes se movimentam para tentar se reforçar visando a próxima temporada

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.