Sem reação, São Caetano demite técnico Vadão

Osvaldo Alvarez não é mais o técnico do São Caetano, que agora busca um substituto para a sequência da Série B do Campeonato Brasileiro. A demissão de Vadão aconteceu na tarde deste domingo, após uma reunião realizada entre diretoria e comissão técnica.

AE, Agência Estado

11 de setembro de 2011 | 20h00

A situação do treinador já era complicada, mas ficou ainda mais após a derrota para o Bragantino, por 2 a 0, no último sábado, em pleno Estádio Anacleto Campanella. Esse foi o segundo revés seguido do time paulista, que figura na zona de rebaixamento da Série B, com 24 pontos, e aparece como sério candidato a disputar a Série C no ano que vem.

Vadão havia sido contratado pela diretoria para a vaga de Márcio Goiano, que acertou com o Goiás. Ele estreou na derrota para o Vila Nova, por 2 a 0, fora de casa, pela décima rodada. De lá para cá foram mais quatro derrotas, cinco empates e apenas três vitórias, com 46,6% de aproveitamento.

Agora, a diretoria trabalha em busca de um novo treinador para a reta final da Série B. Enquanto isso, o auxiliar-técnico Aílton, que comandou o treinamento neste domingo, irá ficar no banco de reservas na partida de terça-feira, contra a Ponte Preta, às 20h30, na Arena Fonte Luminosa, em Araraquara, pela 23.ª rodada da competição.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.