Divulgação
Divulgação

Sem receber, Deivid entra na Justiça e deixa o Coritiba

Empresário diz que jogador chegou ao limite da paciência

Agência Estado

26 de fevereiro de 2014 | 19h38

CURITIBA - A pouco mais de três meses da Copa, o futebol brasileiro segue sofrendo com atrasos de salários. Nesta quarta-feira foi a vez de o atacante Deivid anunciar que está deixando o Coritiba reclamando que só recebeu duas parcelas do pagamento de direitos de imagem que o clube paranaense se comprometeu a pagar desde que chegou ao Couto Pereira, em agosto de 2012.

De acordo com comunicado publicado no site oficial do centroavante, seus representantes entraram na Justiça da capital paranaense com um pedido de liberação do restante do contrato com o Coritiba, válido até abril de 2015.  "O atleta recebeu apenas dois meses de direitos de imagem. Em meados do ano passado, um acordo referente aos valores atrasados foi celebrado entre as partes, mas o clube quitou apenas uma parcela", explicou o staff de Deivid, que está com 34 anos.

De acordo com seu empresário, Felipe Carrilho, o atacante chegou ao limite da paciência. "O Deivid foi profissional ao extremo, cumprindo com suas obrigações e honrando a camisa do Coritiba todas as vezes que entrou em campo. Ele também mostrou-se paciente e compreensivo, estando sempre aberto ao diálogo", argumentou.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCoritibaDeivid

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.