Bruno Cantini/Atlético-MG
Bruno Cantini/Atlético-MG

Sem Ricardo Oliveira, Atlético vence jogo-treino e Larghi elogia reforços

Equipe derrotou o Coimbra por 3 a 0, em atividade que marcou o início da terceira semana de trabalho na intertemporada

Estadão Conteúdo

10 Julho 2018 | 21h10

Sem a presença do atacante Ricardo Oliveira, que se apresentou gripado, o Atlético-MG venceu jogo-treino contra o Coimbra, time da segunda divisão mineira, por 3 a 0, nesta terça-feira, na Cidade do Galo, em atividade que marcou o início da terceira semana de trabalho na intertemporada. O técnico Thiago Larghi elogiou a atuação dos reforços contratados recentemente pelo clube.

+ Ricardo Oliveira exalta poder ofensivo do Atlético-MG: 'Somos cobrados por isso'

+ Atlético-MG anuncia atacante Leandrinho por empréstimo junto ao Napoli

+ Jogador mais antigo do elenco, Giovanni rescinde contrato com o Atlético-MG

"Todos eles vêm mostrando já uma participação bem ativa. O Denilson, o David, o Chará, o Zé Welison e o Edinho. Treinamentos bem feitos, executando as funções que a gente pede, tendo boa compreensão do jogo e uma atitude positiva junto ao grupo, se inserindo bem dentro do processo e mostrando que são jogadores que vieram para somar e nos ajudar na campanha", analisou o treinador, depois dos três tempos de 30 minutos.

O técnico também comentou as características do mais novo contratado do clube, o atacante Leandrinho, de 19 anos, anunciado nesta terça-feira. "É um jogador rápido, técnico e que tem bom poder de finalização. Ele pode jogar na frente em qualquer das três posições que a gente usa. Vamos ver as condições em que ele chega aqui, dar uns treinos para ele", avaliou Larghi sobre o atleta que estava no Napoli, da Itália.

Além da ausência de Ricardo Oliveira, a atividade também teve os desfalques do zagueiro Leonardo Silva, que se recupera de uma pequena lesão na região posterior da coxa direita, e do volante Adilson, que realiza trabalho de fortalecimento muscular. Eles fizeram treino físico à parte.

Neste momento da preparação, Larghi trabalha os sistemas defensivo e ofensivo na mesma proporção, apesar de o Atlético-MG ter o melhor ataque do Campeonato Brasileiro, com 24 gols em 12 rodadas, e uma das piores defesas, com 17 gols sofridos.

"Vamos dividir como fizemos durante essas semanas, sempre alternando os treinamentos e enfatizando ora defesa ora ataque porque, para a gente fazer uma boa campanha, precisamos trabalhar bem os dois pontos e jogar com a máxima eficiência possível, defendendo e atacando", explicou.

O Atlético-MG retorna ao Brasileirão no dia 18, contra o Grêmio, no Rio Grande do Sul. O time mineiro é vice-líder da competição, com 23 pontos, enquanto o tricolor gaúcho é o quinto colocado, com 20.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.