Ernesto Rodrigues/AE
Ernesto Rodrigues/AE

Sem Robinho, Dorival não confirma time do Santos

Técnico santista tem como opção escalar o meia Marquinhos ou o rápido Madson diante do Corinthians

Sanches Filho, Agencia Estado

26 de fevereiro de 2010 | 20h14

O técnico Dorival Júnior está em dúvida entre Marquinhos e Madson para substituir Robinho no clássico contra o Corinthians, no domingo, na Vila Belmiro. No coletivo deste sábado, o treinador inicialmente escalou o time com Marquinhos no meio-campo, mas deu ao jogador a liberdade para chegar à frente. Na parte final do treino, Marquinhos foi substituído por Madson para dar velocidade ao setor.

O que já está decidido é que, sem Robinho, o time terá apenas Neymar e André no ataque. "Ainda não definimos a equipe porque são duas situações distintas. Vamos esperar pela escalação do Corinthians, que poderá ter mudança de última hora. O seu meio-campo é muito forte, se movimenta bastante e o Elias chega constantemente ao ataque", desconversou Dorival.

A tendência é que o técnico comece o jogo com Marquinhos ao lado de Arouca, além de Wesley e Paulo Henrique para reforçar a marcação pelo meio. Dessa forma, ele compensa a ausência de um cabeça de área, em razão da suspensão de Rodrigo Mancha e da volta de Roberto Brum à lateral direita.

"Mesmo assim, o time vai continuar jogando ofensivamente porque Wesley e Marquinhos ou Madson são meias que se apresentam a todo o momento no ataque", ponderou o técnico.

Dorival se mostrou compreensivo com a decisão da CBF de não liberar Robinho. "Temos que entender o interesse da seleção. Não lamento muito porque a equipe já estava consolidada antes da chegada de Robinho. Sabíamos que iríamos perder o jogador para o clássico, mas temos certeza de que a equipe vai estar forte e pronta para disputar um grande jogo", disse o comandante santista.

VEJA TAMBÉM:
lista Patrocinador apresentado

lista PAULISTÃO - Mais sobre a competição

PAULISTÃO - lista Tabela | tabela Classsificação

Embora reconheça a importância de Ronaldo, Dorival Júnior disse que não vai mudar o esquema de marcação para tentar anular o atacante corintiano. "Ronaldo é o maior atacante do mundo em qualquer situação em que se encontre. Tanto dentro como fora da área, ele é o jogador mais qualificado que já vi, mas não vamos determinar marcação especial sobre ele", antecipou.

No coletivo deste sábado, Edu Dracena e Léo, recuperando-se de pancadas, foram poupados para serem escalados no clássico. O time do treino foi Felipe; Roberto Brum, Bruno Rodrigo, Durval e Pará; Arouca, Wesley, Marquinhos (Madson) e Paulo Henrique; Neymar e André.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.