Nilton Fukuda/AE
Nilton Fukuda/AE

Sem Rogério Ceni, São Paulo joga com time misto na Colômbia

Muricy Ramalho poupa jogadores para a partida contra o Corinthians; duelo na Libertadores acontece às 21h50

Giuliander Carpes, O Estado de S. Paulo

14 de abril de 2009 | 22h11

No primeiro jogo sem o goleiro e líder Rogério Ceni, o São Paulo terá um time praticamente reserva para enfrentar o Independiente nesta quarta-feira, a partir das 21h50, em Medellín, na Colômbia - acompanhe o duelo pelo estadao.com.br. Como a classificação são-paulina para as oitavas-de-final da Libertadores já está garantida, o técnico Muricy Ramalho resolveu poupar seu principais jogadores para o jogo de volta contra o Corinthians, domingo, no Morumbi, pelas semifinais do Paulistão.

 

Veja também:

especialEspecial: Rogério Ceni, o goleiro-artilheiro

linkMarcos deseja sorte ao amigo Rogério Ceni

linkDirigente mostra otimismo sobre recuperação de Ceni

tabela Copa Libertadores - Calendário / Resultados

forum VOTE: qual será a final do Paulistão?

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

 

Muricy, inclusive, só levou 16 jogadores para a Colômbia. O principal desfalque é mesmo o goleiro Rogério Ceni, que sofreu fratura no tornozelo esquerdo durante treino na última segunda-feira e, após ser operado, deverá ficar pelo menos quatro meses afastado do futebol. Arouca e Zé Luís são outros dois titulares contundidos - ambos com lesões musculares -, enquanto Washington, Jorge Wagner, Junior Cesar, Miranda, Hernanes e Borges foram poupados.

 

A decisão de poupar os titulares para o Paulistão é resultado do desgaste dos jogadores e, principalmente, da condição são-paulina na Libertadores. Líder do Grupo 4, com 10 pontos, o São Paulo já está classificado para as oitavas-de-final. E depende apenas de um empate nos dois jogos que lhe restam para garantir a primeira colocação da chave - encerra sua participação nesta fase na partida do dia 22 de abril, quando recebe o América de Cali no Morumbi.

 

"Do jeito que os atletas que ficaram no Brasil estão desgastados, essa equipe (que joga na Col

 Independiente (COL)
Bobadilla; Cuadrado, Vanegas, Ortiz e Jair Benítez; Restrepo, Roger Cañas, Iván Corredor e Rafael Castillo; Diego Cabrera e Luis Carlos Arias
Técnico: Santiago Escobar
 São Paulo
Bosco; Rodrigo, André Dias e Renato Silva; Wagner Diniz, Jean, Joílson, Hugo e Richarlyson; Dagoberto e André Lima
Técnico: Muricy Ramalho
Árbitro: Carlos Vera (EQU)

Estádio: Atanasio Girardot, em Medellín (COL)

Horário: 21h50

TV: SporTV 2

ômbia) tem até mais chance de vencer", admitiu o zagueiro André Dias, um dos poucos titulares a entrar em campo nesta quarta-feira - foi expulso no primeiro jogo contra o Corinthians e não poderá jogar no próximo domingo. "Este time está melhor fisicamente. Com certeza temos um time competitivo para o jogo na Colômbia."

 

"A comissão técnica fez o que achava melhor", afirmou o volante Hernanes, um dos titulares poupados, que ficou de fora da viagem para a Colômbia. Ele, no entanto, cobrou um bom resultado dos companheiros, para já assegurar a primeira colocação do grupo na Libertadores. "Precisamos desta vitória. Quem jogar, sabe disto. Nosso elenco é forte e vai atrás disto", avisou o jogador.

 

Com a ausência de Rogério Ceni, Bosco assume a posição de titular no gol são-paulino já nesta quarta-feira. E garante não temer a responsabilidade por substituir o maior ídolo do clube. "Estou arrasado pelo Rogério. Tudo que a gente fizer daqui para a frente será para homenageá-lo", disse o novo goleiro do São Paulo - pelo menos, pelos próximo quatro meses.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.