Sem Ronaldinho, Atlético-MG vence o Santos e já é 5º

Time mineiro faz 3 a 1 e encosta no G-4; Santos cai para 9º

DEMÉTRIO VECCHIOLI, Agência Estado

29 de setembro de 2013 | 20h29

SÃO PAULO - O

Com apenas uma vitória nos últimos seis jogos, o Santos agora se prepara para enfrentar o São Paulo, quarta, na Vila. O Atlético faz jogo atrasado contra a Ponte Preta, quinta, novamente no Independência. No domingo, o Galo fecha a série paulista recebendo o Corinthians.

O JOGO

O Santos entrou em campo com uma proposta nítida: dominar o meio-campo. Ao invés de escalar um companheiro de ataque para Thiago Ribeiro, Claudinei Oliveira preferiu escalar três meias, com Cicinho fazendo companhia a Renato Abreu e Cícero. No Atlético, nenhuma surpresa pela entrada de Luan na vaga de Ronaldinho.

A estratégia santista, porém, não deu resultado. O Atlético dominou o jogo desde o começo e só não abriu o placar porque Aranha fez jus ao apelido, chegou onde parecia impossível e salvou lindo chute de Josué que iria na forquilha.

O Santos, porém, achou um gol para ficar momentaneamente na frente. Mena ganhou a bola após falha de Réver, invadiu a área e cruzou rasteiro. No primeiro pau, Cicinho marcou.

Dois minutos depois, porém, aos 17, o Atlético empatou. Na sua jogada característica, Fernandinho recebeu pela esquerda, driblou Bruno Peres cortando para fora, foi à linha de fundo e cruzou. A bola chegou até Luan, que bateu de primeira, sem chances para Aranha.

O Santos ainda teve uma chance de voltar à frente, com Cícero, mas Giovanni, substituto do suspenso Victor, fez grande defesa. Depois o time visitante não mais conseguiu ameaçar e levou a virada. Aos 39, Marcos Rocha recebeu bola invertida por Diego Tardelli, matou no peito, deixou ela quicar uma vez no chão, e arriscou o chute. A bola foi certeira, no ângulo, longe do alcance de Aranha.

Com a entrada de dois atacantes nos lugares de um lateral e um meia antes da metade do segundo tempo, o Santos se lançou ao ataque e chegou perto do empate. Os visitantes acertaram uma bola na trave, com Cícero, mas depois que o lance já estava parado porque a bola passou por trás do gol.

Já nos minutos finais, mais uma bola na trave, essa em lance válido. Após cruzamento de Mena, Willian José testou no pé do poste. Alecsandro, porém, estava com melhor mira. Aproveitando falha de Cicinho na linha de impedimento, o centroavante fez o terceiro.

FICHA TÉCNICA:

ATLÉTICO-MG 3 X 1 SANTOS

ATLÉTICO-MG - Giovanni; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Rever e Júnior César; Pierre, Josué e Luan (Dátolo); Diego Tardelli (Neto Berola), Fernandinho e Jô (Alecsandro). Técnico - Cuca.

SANTOS - Aranha; Bruno Peres (Everton Costa), Edu Dracena, Gustavo Henrique e Mena; Alison, Arouca, Cicinho, Cícero e Renato Abreu (Willian José); Thiago Ribeiro (Giva). Técnico - Claudinei Oliveira.

GOLS - Cicinho, aos 15, Luan, aos 17, e Marcos Rocha, aos 39 minutos do primeiro tempo; Alecsandro, aos 42 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Marcelo de Lima Henrique (RJ).

CARTÕES AMARELOS - Marcos Rocha, Neto Berola, Gustavo Henrique.

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolAtlético-MGSantosBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.