Sem Ronaldinho, Flamengo tenta encerrar longo jejum

Não dá mais para adiar. Afinal, se o Flamengo não interromper a série de 10 jogos sem vitória agora, jogando em casa contra o lanterna do Campeonato Brasileiro, quando o fará? Não pode servir de desculpa nem mesmo a ausência do único jogador que tem mostrado futebol de qualidade durante o jejum flamenguista. Suspenso, o astro Ronaldinho Gaúcho não enfrenta o América-MG, neste sábado, às 18 horas, no Engenhão.

AE, Agência Estado

24 de setembro de 2011 | 09h17

O técnico Vanderlei Luxemburgo se mantém no cargo graças ao seu passado de sucesso e ao longo período em que o time ficou invicto na competição. Mas não superar o último colocado no jogo deste sábado certamente vai deixar a situação insustentável.

Para vencer e ainda alimentar sonhos de título (ou mesmo de vaga na Libertadores), o time terá de superar a ausência de Ronaldinho Gaúcho. Além da falta óbvia que ele faz no quesito técnico, o Flamengo perde também a liderança de seu capitão e um fator que dá confiança ao grupo. "Complica. Ele é o carro-chefe do time. Será uma perda enorme. Mas quem entrar vai tentar nos ajudar da melhor forma possível", comentou o zagueiro Welinton. "É lógico que o jejum pesa um pouco. Mas precisamos ter tranquilidade para voltar a vencer".

Além de Ronaldinho Gaúcho, o zagueiro Alex Silva não joga neste sábado por conta do terceiro cartão amarelo que recebeu. Assim, Ronaldo Angelim volta à zaga.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCampeonato BrasileiroFlamengo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.