Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
Paulo Pinto/AE
Paulo Pinto/AE

Sem Ronaldo, Corinthians empata com o Bragantino

Time sai atrás no placar, mas consegue o empate por 1 a 1, com gol de Jorge Henrique

TERCIO DAVID - estadão.com.br

19 de janeiro de 2011 | 23h51

SÃO PAULO - Sem Ronaldo, poupado para a estreia do time na Libertadores, o Corinthians saiu atras no placar, mas conseguiu o empate com o Bragantino, por 1 a 1, nesta quarta-feira, no Estádio Nabi Abi Chedi, em Bragança Paulista, pela segunda rodada do Paulistão.

Com o resultado, o Corinthians chegou a 4 pontos e segue entre os primeiros colocados do Paulistão. O Bragantino conquistou seu primeiro ponto no campeonato.

Na próxima rodada, o Corinthians recebe o Noroeste, no Pacaembu, no domingo, às 17 horas. Na véspera, também às 17 horas, o Bragantino enfrenta o Santo André, novamente no Nabi Abi Chedi. O time da Capital estreia na Libertadores apenas na próxima quarta-feira.

Sufoco inicial. Jogando pela primeira vez no Interior, o Corinthians sofreu com a pressão inicial do Bragantino. O time de Bragança dominou bem a posse de bola e soube atacar pelas laterais no princípio da partida.

A pressão resultou em gol aos 16, graças a uma falha da defesa. O lateral Júlio Cesar avançou bem pela direita e cruzou rasteiro. Sozinho na área, Chicão tentou cortar, mas acabou jogando contra o próprio gol.

Ganhando, o Bragantino recuou e deixou espaço para o Corinthians atacar. A tática era tentar tirar a velocidade do ataque corintiano, pois a equipe da Capital atuou com Dentinho e Jorge Henrique, sem um jogador de referência na área.

O prejuízo corintiano poderia ter sido ainda maior no primeiro tempo, caso o árbitro Aurélio Sant'anna Martins não tivesse anulado erradamente o gol de Marcelinho, alegando impedimento do jogador do Bragantino.

Apesar de não ser a melhor tática, o Corinthians chegou ao empate ainda na primeira etapa, curiosamente em uma jogada pelo alto. Aos 38, Moacir cruzou da direita na medida para o baixinho Jorge Henrique, de 1,69m, subir no meio dos zagueiros e testar firme. Na comemoração, os jogadores aplaudiram Dentinho, aniversariante do dia.

Assim como aconteceu no primeiro tempo, o Bragantino começou pressionando na segunda etapa, principalmente pela direita, nas costas de Roberto Carlos. Mas desta vez o sufoco não foi tão grande e o Corinthians conseguiu, aos poucos, assumir o controle do jogo.

Sem conseguir furar a defesa do Bragantino, Tite colocou Edno e Danilo no jogo. Mas as modificações serviram apenas para deixar a equipe mais lenta no ataque. O time também parou de jogar pelas laterais, apesar de finalmente ter dois jogadores com maior estatura.

Também satisfeito com o resultado, o Bragantino pouco se arriscou na segunda etapa para, assim, garantir o primeiro ponto no Paulistão.

Bragantino - 1 - Gilvan, Julio Cesar (Edmar), Junior Lopes, Marcos Aurélio, Everaldo, Nego, Eder Silva, Luciano Sorriso, Rodriguinho, Marcelinho (Finazzi) e Fabrício Carvalho (Juninho Quixadá). Técnico: Marcelo Veiga

Corinthians -1 - Julio Cesar, Moacir, Chicão, Leandro Castán, Roberto Carlos, Ralf, Jucilei, Paulinho, Bruno César (Danilo), Dentinho e Jorge Henrique (Edno). Técnico: Tite

Gols - Chicão (contra), aos 16, Jorge Henrique, aos 38 minutos do primeiro tempo; Árbitro - Aurélio Sant'anna Martins (SP); Cartões amarelos - Marco Aurélio, Rodriguinho, Fabrício Carvalho, Dentinho, Jorge Henrique; Renda e público - não disponíveis; Local - estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP)

Veja também:

PAULISTÃO - tabelaClassificação | listaResultados

especialCALENDÁRIO - O caminho de cada time

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.