Flickr Oficial / CSA
Flickr Oficial / CSA

Sem se abalar após dura derrota, CSA recebe Vasco para tentar evitar queda

Equipe não terá o atacante Bruno Alves, suspenso, mas conta com voltas de Luciano Castán e Dawhan

Redação, Estadão Conteúdo

10 de novembro de 2019 | 17h10

Nem a derrota do CSA para o Grêmio, na rodada passada, tirou a fé inabalável do técnico Argel Fucks. Tentando manter o time alagoano na primeira divisão, o treinador e seus jogadores terão mais um desafio neste domingo, às 19 horas, diante do Vasco, em Maceió, pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro.

"Não vamos nos entregar, porque estamos bem vivos. Junto com a torcida nós precisamos fazer a lição de casa que é vencer o Vasco, num jogo de vida ou morte. A gente está jogando bem, incomodando times grandes, como fizemos com o Flamengo (derrota 1 a 0 no Maracanã) e agora com o Grêmio", diz o treinador. Na quinta, o CSA esteve perto de somar importante ponto fora de casa. Mas sofreu a derrota ao levar gol contra nos acréscimos.

Ainda evitando fazer contas para evitar a queda, Argel mira fazer a lição de casa nas rodadas finais do campeonato. "O que precisamos é focar em fazer nossa obrigação, que é vencer em casa e pontuar ao máximo", reforça o treinador, tendo em vista que o CSA está em 18º lugar com 29 pontos, cinco atrás de Cruzeiro e Fluminense, que estão fora da zona de degola.

Para montar o time, o técnico já sabe que não vai contar com o atacante Bruno Alves suspenso. Por outro lado, vai ter as voltas do zagueiro Luciano Castán e do volante Dawhan, que tem atuado na lateral-direita e pode ocupar a vaga de Celsinho.

Na lateral-esquerda, Carlinhos também deve voltar no lugar de Euller, além disso, o polivalente Apodi e o meia Jonathan Gómez devem voltar à titularidade. Eles foram poupados no Sul, ficando no banco, para evitar um maior destaque físico. Um forte indício de que o foco principal seria mesmo buscar a vitória diante do Vasco. Héctor Bustamante corre por fora por uma vaga no ataque, o que mostra também que o técnico tem várias opções para manter vivo o sonho de permanência na Série A.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.