Sem selecionáveis, São Paulo faz coletivo improvisado

Sem poder contar com Luis Fabiano, Lucas, Jadson e Rhodolfo, com a seleção, o São Paulo fez um treino tático na manhã desta quinta-feira no CT da Barra Funda. O técnico Ney Franco organizou os jogadores em duas equipes e promoveu um coletivo improvisado com o que tinha à disposição.

FERNANDO FARO, Agência Estado

20 de setembro de 2012 | 12h01

A equipe "titular" contou com Rogério Ceni; Douglas, Paulo Miranda, Edson Silva e Cortez; Wellington, Denilson, Casemiro e Maicon; Osvaldo e Willian José, enquanto os reservas treinaram com Denis; João Filipe, Rafael Toloi, Luiz Eduardo e João Schmidt; Paulo Assunção, Rodrigo Caio, Lucas Farias e Cañete; Cícero e Ademilson.

Paulo Miranda, em alta com Ney Franco, deve ficar com a vaga de Toloi, suspenso. O zagueiro admite estar empolgado com a nova fase e se diz pronto para o desafio. "Se o professor quiser me utilizar estarei preparado e fico feliz com a oportunidade se ela vier".

A partir de sexta-feira o grupo estará completo com a volta dos atletas que estavam com a seleção. Apesar de ter apenas dois treinos com todos à disposição, os jogadores não acreditam que o desempenho da equipe será afetado."Tenho certeza que isso não vai prejudicar porque são grandes jogadores. Amanhã eles estarão de volta e vão nos ajudar para o jogo de domingo", minimizou Denilson.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.