Toshifumi Kitamura / AFP
Toshifumi Kitamura / AFP

Sem Suárez e com Arrascaeta, Uruguai perde do Japão em amistoso

Meia do Cruzeiro deve ficar no banco na segunda partida da final da Copa do Brasil

Estadão Conteúdo

16 de outubro de 2018 | 10h46

A seleção do Uruguai encerrou esta data Fifa com um péssimo saldo. Foram duas derrotas em dois jogos. A última delas aconteceu no amistoso desta terça-feira, diante do Japão, pelo placar de 4 a 3, na cidade japonesa de Saitama. O time visitante não contou com o atacante Luis Suárez e teve o meia Arrascaeta, do Cruzeiro, em campo no primeiro tempo.

Suárez novamente foi desfalque, como aconteceu na derrota para a Coreia do Sul por 2 a 1, na sexta-feira, para acompanhar o nascimento do seu terceiro filho. O ataque uruguaio teve Stuani e Cavani, que até deixou a sua marca, mas não pôde evitar a nova derrota uruguaia, no terceiro jogo da equipe desde o fim da Copa do Mundo da Rússia.

Outra baixa da equipe sul-americana foi o meia Matías Vecino, que se machucou no aquecimento da partida - Gastón Pereiro entrou em seu lugar. Já Arrascaeta esteve em campo por 45 minutos. Foi substituído no início do segundo tempo. Por causa deste amistoso, o meia se tornou a principal baixa do Cruzeiro para a finalíssima da Copa do Brasil, contra o Corinthians, na quarta, em São Paulo.

Com a bola rolando em Saitama, o time da casa saiu na frente, com gol de Minamino logo aos dez minutos. Mas Pereiro, substituto de Vecino, empatou aos 28. Ainda no primeiro tempo, Osako voltou a deixar os japoneses na frente ao balançar as redes aos 35.

No segundo tempo, Cavani decretou novo empate no placar ao deixar a sua marca aos 13 minutos. Mas a igualdade durou apenas dois minutos. Foi o tempo necessário para Ritsu Doan marcar o terceiro dos anfitriões. Na sequência, Minamino anotou o seu segundo na partida, aos 21. Aos 30, Cristian Rodriguez marcou o terceiro dos uruguaios, que não conseguiram ir além disso.

Ainda nesta terça, a Coreia do Sul, algoz do Uruguai na sexta, empatou com o Panamá por 2 a 2, diante de sua torcida. Joo-Ho Park e Hwang In-beom abriram 2 a 0 para os anfitriões, no primeiro tempo, e Abdiel Arroyo e Rolando Blackburn buscaram o empate, no início da etapa final.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.