Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Sem sustos, Palmeiras faz 2 a 0 e avança às quartas de final da Copa do Brasil

Time de Felipão supera o Sampaio Corrêa sem forçar o ritmo e chega a sete vitórias consecutivas

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

30 de maio de 2019 | 22h07

Com a classificação encaminhada após a vitória por 1 a 0 no jogo de ida, o Palmeiras jogou sem forçar o ritmo nesta quinta-feira diante do Sampaio Corrêa. O triunfo por 2 a 0 no Allianz Parque confirmou a vaga nas quartas de final da Copa do Brasil sem sustos. Não houve espaço para uma eventual zebra. O sorteio do adversário do time de Felipão na próxima fase será realizado após a Copa América.

A partida serviu também para o Palmeiras ampliar seus recordes na temporada. A equipe alcançou a sétima vitória consecutiva, algo que ocorreu pela última vez em 2013. O time não leva gol como mandante há três meses - o último foi na partida diante do Ituano. No gol, Weverton acumula oito jogos sem ser vazado e se aproxima do recorde de Zetti (12 jogos).

O Palmeiras escalou apenas quatro titulares (Weverton, Felipe Melo, Dudu e Zé Rafael). Uma das novidades da escalação foi a presença de Borja, que não era titular desde 8 de maio, na partida diante do San Lorenzo. O atacante teve atuação discreta e não conseguiu marcar seu gol.

Lento na troca de passes, o Palmeiras teve dificuldade para sair da marcação no início do jogo. Salatiel Junior, atacante mais adiantado do campeão da Copa do Nordeste, voltava para fechar os espaços no meio, o que dificultava a saída de bola do time paulista. As melhores jogadas começaram a sair após os 10 minutos, sempre pelo lado direito do ataque, com a movimentação de Dudu e Lucas Lima. Chegando à linha de fundo com facilidade, a equipe criou chances claras. Em uma delas, Borja foi puxado na área, mas a arbitragem não marcou pênalti.

O time da casa só conseguiu abriu o placar no final do primeiro tempo. Aos 38, após enfiada de Lucas Lima, Dudu tocou de calcanhar e encontrou o avanço de Mayke, dentro da área. O lateral-direito finalizou de perna esquerda para abriu o placar. Belo gol. Embora tivesse conquistado a vantagem até com certa facilidade, o Palmeiras mostrou pouca inspiração, fez apenas o suficiente para conquistar a vantagem mínima.

No início do segundo tempo, no primeiro ataque perigoso do Palmeiras, o lateral Mayke confirmou sua grande atuação. Ele realizou cruzamento preciso e Zé Rafael marcou de cabeça. Na soma dos dois placares, o Palmeiras abria vantagem de três gols.

Com a vaga garantida, Felipão abriu espaço jogadores que não estão sendo escalados, como Matheus Fernandes, ex-volante do Botafogo. Ele entrou no lugar de Moisés. Nos minutos finais, Dudu - outro destaque da partida - arrancou bem, mas falhou no último passe.

Ficha técnica

Palmeiras 2 x 0 Sampaio Corrêa

Gols: Mayke, aos 38 minutos do 1º tempo; Zé Rafael, aos 3 do 2º T

Palmeiras: Weverton; Marcos Rocha, Antonio Carlos, Edu Dracena e Victor Luis; Felipe Melo (Thiago Santos), Moisés (Matheus Fernandes), Zé Rafael, Lucas Lima (Gustavo Scarpa) e Dudu; Borja. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

Sampaio Corrêa: Andrey; Everton (Diogo Rangel), Moisés, Douglas Assis e Felipe Dias; Eloir, Diones, João Paulo (Gustavinho), Esquerdinha (Cleitinho) e Dedé; Salatiel Junior.

Técnico: Julinho Camargo

Público: 26880 pagantes

Renda: R$ 1.418.218,35

Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)

Cartões amarelos: Moisés, João Paulo, Esquerdinha, Felipe Melo, Felipe Dias, Dudu, Antonio Carlos

Local: Allianz Parque

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.