Divulgação/Coritiba
Divulgação/Coritiba

Sem técnico e nove jogadores, Coritiba busca reabilitação frente ao Bragantino

Jorginho assume o time paranaense, mas ainda não comanda a equipe em busca do primeiro ponto

Redação, Estadão Conteúdo

23 de agosto de 2020 | 13h06

Único time sem pontuar no Campeonato Brasileiro, o Coritiba não poderá contar com nove jogadores para o duelo contra o Red Bull Bragantino neste domingo, às 16 horas, no estádio Nabi Abi Chedid, no interior paulista, pela quinta rodada. O clube paranaense ainda terá o ex-jogador Mozart como técnico interino. Jorginho ainda não estreia sob o comando do time como substituto de Eduardo Barroca, demitido após a derrota para o Corinthians por 3 a 1.

A lista de desfalques é extensa por lesão e suspensão. Mozart não poderá contar com: o zagueiro Nathan Ribeiro, os volantes Nathan Silva e Renê Júnior, além dos meias Gabriel, Giovanni, Giovanni Augusto, Rafinha, Tiago Lopes e Yan Sasse.

Dentre eles, a ausência que mais chama a atenção é a de Renê Júnior. Expulso contra o Flamengo, o atleta poderia ser utilizado, mas sequer viajou com a delegação. O clube não divulgou o motivo que o levou a não ser relacionado para pegar o time de Bragança Paulista.

Por outro lado, Mozart poderá contar com o lateral Jonathan, recuperado de um trauma no tornozelo, e o zagueiro Rodolfo Filemon, que cumpriu suspensão automática. Assim como a dupla, Matheus Sales, ex-Palmeiras, deverá começar no banco de reservas.

Mozart apostará em um meio de campo com Neilton, Luiz Henrique e Robson, com Sassá sozinho à frente, e Matheus Bueno e Matheus Galdezani na contenção. "Futebol você precisa acreditar sempre, sempre mesmo. Mas a preparação é fundamental. É preparação, capacidade e confiança. Esses ingredientes nós temos e só precisamos resgatar nesse momento difícil", acredita Mozart.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.