Uefa
Uefa

Sem temer Espanha, técnico português mostra confiança

Paulo Bento afirma que já detectou pontos fracos na equipe adversária da semifinal da Eurocopa na quinta-feira

estadão.com.br,

26 de junho de 2012 | 16h43

DONETSK - Campeã europeia e mundial, a forte seleção da Espanha não mete medo no técnico Paulo Bento, que comandará Portugal no jogo desta quarta-feira, pela semifinal da Eurocopa. Em entrevista coletiva, o treinador lusitano lembrou que os espanhóis não vêm jogando um futebol vistoso e colocou sua equipe em igualdade de condições com os rivais.

"Existem alguns pontos no jogo deles (Espanha) que não estão tão estáveis. Ele tiveram alguns problemas contra Itália e Croácia e inclusive na semifinal diante da França eles não criaram tantas chances claras. Mas nós não nos inspiramos no que os outros fizeram contra a Espanha e sim o que eles (espanhóis) fizeram contra os outros times. Nós temos nossa própria identidade", garantiu Bento.

Diferente da estratégia de Irlanda, Itália, Croácia e França, que se fecharam diante da Espanha, Paulo Bento pretende que seu time mantenha o arrojo frente ao time de Iniesta, Xavi e Fábregas. "Nossa estratégia não é defender todo o tempo. Nós não fazemos isso. Sabemos que será difícil, mas eles também sabem que nós podemos causar muitos problemas", disse o confiante técnico português.

Boa parte da alta expectativa de Bento tem a ver com o bom momento de Cristiano Ronaldo, que parece determinado a provar, na Eurocopa, que briga de igual para igual com Messi para ser o melhor do mundo.

"Cristiano Ronaldo está na dinâmica de nossa seleção, ele está fazendo muito esforço neste torneio. O único jogo em que não marcamos gols foi contra a Alemanha, e nós tivemos muitas oportunidades. Eu estou muito confiante porque nós estamos jogando com muito coração e coragem. Eu penso que amanhã (quarta) será um outro dia emocionante", completou Paulo Bento.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPortugalEurocopa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.