Sem tempo para treinar, Avaí enfrenta o Bahia na tentativa de sair da degola

Técnico Claudinei Oliveira desabafa sobre a dificuldade do calendário antes da partida em Salvador

Estadao Conteudo

16 de julho de 2017 | 09h06

Menos de 48 horas depois de ser goleado pelo Coritiba por 4 a 1, em Florianópolis, o Avaí viajou para Salvador, onde vai enfrentar o Bahia, neste domingo, às 19 horas, no estádio de Pituaçu, pela 14.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Vice-lanterna com 12 pontos e sem poder contar com dois dos pilares do seu elenco, o técnico Claudinei Oliveira desabafou: "Vamos jogar sem treinar".

"Temos uma dificuldade em nosso calendário, o que faz com que montemos a equipe sem treinar. Mas o importante é não deixar sumir o bom o astral. Temos que seguir com cabeça erguida para buscar um resultado positivo fora de casa. Já mostramos que podemos surpreender longe da Ressacada e é isso que queremos fazer", falou o treinador, lembrando a vitória sobre o Grêmio por 2 a 0, em Porto Alegre.

Na verdade, para um time de menor poderio técnico e que costuma jogar na defesa para explorar os contra-ataques, é melhor atuar fora de casa. "Em nosso campo, pelas circunstâncias, a gente tem que sair para o jogo. Isso acaba nos atrapalha", argumentou Claudinei Oliveira.

Ele deixou claro que não vai ter tempo para armar a equipe durante os treinamentos pelo curto prazo de preparação. Juan e Judson, suspensos, são desfalques no meio de campo. Luan ainda não está recuperado de lesão. Com isso, Rafael Tavares deve ganhar uma oportunidade no meio de campo, assim como Lucas Otávio.

Do outro lado, o atacante Joel retorna após cumprir suspensão. O camaronês formará dupla ofensiva com Romulo. Já o lateral-direito Maicon, ex-seleção brasileira, ainda não está apto para atuar os 90 minutos e continuará como opção no banco de reservas, mesmo na ausência de outro veterano, o polivalente Juan.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.