Sem torcida, futebol entra em crise

Um alerta: "Se o futebol continuar como está, daqui a cinco anos não vai haver mais ninguém nos estádios." O aviso é de Sócrates, o craque dos tempos da ?democracia corintiana?, que ainda se lembra dos tempos em que entrava em campo diante de 50 mil torcedores, em jogos que nem clássicos eram. Hoje, tanta gente assim só pode ser vista nas fotos de álbuns de recordações.Leia matéria completa no jornal O Estado de S.Paulo

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.